sexta-feira 15 de dezembro




Alcione Araújo

Alcione Araújo
 
O mineiro Alcione Araújo, que hoje mora no Rio de Janeiro, é um daqueles talentos raros, capaz de escrever os mais variados tipos de texto, sempre bem. Formado em engenharia e mestre em filosofia (UFMG), Alcione tem uma carreira notável como dramaturgo, roteirista, ensaista, cronista, romancista e contista. Consagrou-se primeiramente como autor de peças teatrais, entre as quais Vagas para moças de fino trato, Doce deleite e Muitos anos de vida. Nos anos 80, fez roteiros de filmes, como Nunca fomos tão felizes e Policarpo Quaresma. Escreve crônicas regularmente para o jornal O Estado de Minas e estreou na literatura em 1998, com Nem mesmo todo o oceano, romance finalista do Prêmio Jabuti. Engajado na vida cultural e intelectual do Brasil, participa de vários livros de ensaios. 
 
Nem mesmo todo o oceano narra a ascensão e a derrocada de um arrivista. A história se passa durante a ditadura militar brasileira. Ameaçado de morte, um médico que assistia torturados nos porões do DOI-CODI (órgão de inteligência e repressão) prepara-se para explicar seus atos terríveis a um exército de jornalistas. Antes do início da coletiva de imprensa, trancado no banheiro, ele refaz sua trajetória, procurando entender como o ambicioso e esforçado rapaz do interior havia chegado àquele ponto. 
 
O segundo romance de Alcione foi aguardado durante dez anos. Lançado em 2008, Pássaros de voo curto apresenta uma cantora lírica que excursiona pelo Brasil; um engenheiro britânico dedicado à modernização das minhas de ouro; um aviador que combate os alemães na Itália e muitos outros personagens. Todos com histórias interessantes, origens distintas e vidas que se cruzam com perspicácia e delicadeza.
 
Em 1999, a obra teatral completa de Alcione foi editada, em três volumes. Na apresentação do primeiro, Simulações do Naufrágio, Domingos Oliveira escreveu: “Dramaturgia audaciosa, mostra mais uma vez a disposição trágica do autor”. E destacou, ainda, a versatilidade de Alcione. Em 2004, ele selecionou as melhores crônicas que escreveu em jornal, para o livro Urgente é a vida. Abaixo, veja a lista de obras de Alcione Araújo.
 
“Alcione Araújo é mais que um dramaturgo ou um romancista. É um pensador da sociedade. Um homem visceralmente comprometido com o país e seus destinos”, 
Domingos de Oliveira, autor e diretor teatral
 
“Um artista brasileiro inspirado e profundo”,
Aderbal Freire Filho, diretor teatral
 
 
OBRAS
 
Romances
Nem Mesmo Todo o Oceano (798 págs.) – 1998, Record
Pássaros de Voo Curto (462 págs.) - 2008, Record
Cala a Boca e me Beija (239 págs.) – 2010, Record
Ventania (322 págs.) – 2011, Record
1998 - Nem mesmo todo o oceano2008 - Pássaros de vôo curto2010 - Cala a boca e me beija2011 - Ventania
 
 
Contos & Crônicas
Urgente é a Vida (288 págs.) – 2004, Record
Escritos na Água (212 págs.) - 2006, Editora Leitura
2004 - Urgente é a vida2006 - Escritos da água
 
 
Infantil & Juvenil
Quando Papai Noel Chorou (16 págs.)  – 2009, Edelbra - 16 págs.
2009 - Quando Papai Noel chorou
 
 
Teatro
Teatro de Alcione Araújo: Simulações do Naufrágio (vol. 1 – 358 págs.), Visões do Abismo (vol. 2 – 480 págs.) e Metamorfoses do Pássaro (vol. 3 – 290 págs.) - 1999, Civilização Brasileira
A Caravana da Ilusão (54 págs.) – 2000, Civilização Brasileira
Doce deleite (160 págs.) – 2009, Civilização Brasileira
Deixe que eu te ame – (no prelo), Civilização Brasileira
1999 - Teatro de Alcione Araújo vol. 1 - Simulações do naufrágio1999 - Teatro de Alcione Araújo vol. 1 - Visões do abismo1999 - Teatro de Alcione Araújo vol. 1 - Metamorfoses do pássaro2000 - A caravana da ilusão2009 - Doce deleite
 
 
Prêmios
Prêmio Molière, 1985, melhor autor teatral, por Muitos anos de vida
Prêmio Jabuti, Câmara Brasileira do Livro, 2005, por Urgente é a vida
 

Obras em Destaque

  • imagem

    Passáros de voo curto

    Record - 2008 - 462 págs.

    Uma cantora lírica excursiona pelo interior do país, um pianista americano desembarca no Brasil na época do fechamento dos cassinos e decide ficar mesmo assim, um inglês vem trabalhar no Brasil e se apaixona por uma imigrante italiana. Em Pássaros de voo curto, Alcione Araújo apresenta um país multifacetado, em que a vida de vários personagens, com origens distintas, se cruza magistralmente. 
     
    “O escritor pega as personagens pela mão, e olha o horizonte: os pássaros não voam o quanto querem, mas o quanto podem. Somos frágeis, erráticos, mortais. A consternação final com o absurdo da morte não tira a alegria de viver nem elimina momentos de plenitude. Sabemos que o poder é provisório, o sucesso temporário e a vida precária. A salvação é que o amor, a amizade e a arte são eternos”, disse Alcione, sobre o livro.
     
    Um mosaico narrativo feito com criatividade e destreza
    IstoéGente

  • imagem

    Nem Mesmo Todo o Oceano

    Record - 1998 - 798 págs.

    O livro é uma espécie de diário de um arrivista e sua ambiciosa, deslumbrada e detestável trajetória. Ameaçado de morte, um médico que assistia torturas nos porões da ditadura militar brasileira prepara-se para explicar seu comportamento a um grupo grande de jornalistas. Logo antes, trancado no banheiro, ele rememora sua vida inteira e tenta entender como e por que ele, o garoto esforçado do interior, chegou até ali. 
     
    Percorrendo os caminhos de uma vida construída por mentiras e concessões à falta de ética, em nome do bem-estar material, o romance constitui uma metáfora do país submetido à força. Nem Mesmo Todo o Oceano é também uma espécie de confissão sob tortura, do próprio sentimento de culpa do seu narrador.


Sobre a Agência Riff
imagem

Inaugurada em 1991, a Riff representa grandes nomes da literatura brasileira e as principais editoras e agências literárias estrangeiras no Brasil e em Portugal. Saiba mais.




2011 Agência Riff todos os direitos reservados - agenciariff@agenciariff.com.br Guilhotina Design