terça-feira 17 de outubro




Teté Ribeiro

Teté Ribeiro
 
Teté Ribeiro nasceu em São Paulo, onde mora com o marido e suas duas filhas, Rita e Cecilia. Formada em Filosofia pela USP, é editora da Revista Serafina da Folha de S.Paulo e é autora de outros três livros de não ficção, entre eles Minhas duas meninas e Divas abandonadas.
 
Foto da autora por Renato Parada.
 
 
Sobre Minhas duas meninas:
 
O relato da inusitada trajetória de Teté rumo à maternidade, os dilemas de ser mãe sem dar à luz, sua relação com a dona da barriga indiana e o périplo para cuidar das gêmeas no dia a dia estão descritos, com riqueza de detalhes e emoção, no livro Minhas duas meninas.
O Globo
 
Minhas duas meninas merece atenção. (...) É raro ver um autor tão consciente do próprio relato, de como ele soa e do efeito que provoca — o que não é apenas uma questão estética. Impressiona, por exemplo, o domínio da jornalista sobre aquilo que entrega e aquilo que deixa de fora. E sobre o tom sóbrio que, contrariando todas as probabilidades, nunca se altera.
 
Caso a autora fosse uma observadora imparcial, a narrativa, que se aproxima do jornalismo literário e inclui longas descrições do cenário e dos costumes indianos, não chegaria a surpreender. Seria um bom livro, não mais do que isso, e serviria — como Minhas duas meninas de fato serve — sobretudo como fonte de informação. Mas não é o que conta. Tanto quanto a história, o que atrai em Minhas duas meninas é o perfeito ajuste da posição e do olhar da narradora.
 
Camila von Holdefer
 
 
OBRAS
 
Não Ficção
Paulo Betti - Na Carreira de um Sonhador (318 páginas), 2005, Imprensa Oficial
Divas abandonadas (256 páginas), 2007, Jaboticaba
A Nova York de Sex and the city (144 páginas), 2008, ARX
Minhas duas meninas (184 páginas), 2016, Companhia das Letras
2005 - Os Fios da Memória Paulo Betti - Na Carreira de um Sonhador2007 - Divas abandonadas2008 - A Nova York de Sex and the city2016- Minhas duas meninas
 

Obras em Destaque

  • imagem

    Minhas duas meninas

    Companhia das Letras - 2016 - 184 págs.

     
    Após quase uma década lutando contra a infertilidade, a jornalista Teté Ribeiro tomou uma decisão ousada: ter filhos por meio de uma barriga de aluguel na Índia. Minhas duas meninas é o relato de seu périplo até essa decisão — e dos detalhes que marcaram a sua experiência.
     
    A relação com a mãe indiana, o dia a dia logo após o nascimento das gêmeas, as particularidades da clínica e os dilemas de ser mãe sem passar pela experiência de dar à luz são alguns dos pontos presentes neste relato comovente. Em parte livro de memórias, em parte retrato de geração, mas também reportagem exemplar, Minhas duas meninas é uma radiografia dos dilemas da mulher contemporânea.

  • imagem

    Divas abandonadas

    Jaboticaba/Sextante - 2007 - 256 págs.

     
    Que mulher nunca sonhou em ser uma diva?
     
    Há 10 anos, a princesa Diana morria em um acidente de carro em Paris fugindo de uma turma de fotógrafos, loucos por uma imagem nova e sensacionalista.
     
    Diana sofreu com os tabloides, com as fofocas, com a sua celebridade. Mas, mais do que isso, na intimidade, Diana sofria um mal com que muitas mulheres se identificam: pouco amor, baixa autoestima, problemas com sua imagem.
     
    Como ela, outras mulheres famosas, lindas, ricas e conhecidas também tiveram decepções gigantescas na vida amorosa, quase tão grandes quanto o fascínio que elas mesmas provocam.
     
    Na época de Jackie O., Tina Turner, Marilyn Monroe, Sylvia Plath, Maria Callas e Ingrid Bergman, a vida das celebridades não era tão dissecada e catalogada como foi a de Diana e como são as de hoje. Divas abandonadas conta a história dessas sete mulheres, que viveram vidas públicas e dores privadas.
     


Sobre a Agência Riff
imagem

Inaugurada em 1991, a Riff representa grandes nomes da literatura brasileira e as principais editoras e agências literárias estrangeiras no Brasil e em Portugal. Saiba mais.




2011 Agência Riff todos os direitos reservados - agenciariff@agenciariff.com.br Guilhotina Design