segunda-feira 23 de outubro




Livia Garcia Roza

Livia Garcia Roza
 
Livia Garcia-Roza nasceu no Rio de Janeiro e é psicanalista, pós-graduada em psicologia clínica, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Estreou na literatura em 1995, com o romance Quarto de menina, que ganhou o selo altamente recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). Desde então lançou vários outros romances, livros de contos e infanto-juvenis; entre os quais Meus queridos estranhos, Cartão-postal, A cara da mãe e A casa que vendia elefante. Ora trazendo histórias cotidianas, ora situações extraordinárias ou dramáticas; a prosa de Livia sempre imerge nas emoções humanas, com extrema delicadeza e profundidade. A autora é casada com o também escritor e psicanalista Luiz Alfredo Garcia-Roza.
 
A obra de Livia costuma girar em torno das relações familiares. No romance Quarto de menina, a autora conta a história de Luciana, filha de um pai intelectual e quieto e de uma mãe agitada e falante, que se separaram. Luciana faz do seu quarto um refúgio secreto onde desabafa as suas angústias com bonecas e um grilo que mora num vaso de flores. Em livros posteriores, como Cide Odeon, Cartão-postal, Solo feminino e Restou o Cão e outros Contos; a autora traz à tona nossos desejos mais conflituosos. Sejam eles da infância, da juventude ou da maturidade. 
 
“O que mais me apaixona na ficção é poder olhar em outra direção, é ser uma alternativa, um respiro, uma ruptura no cotidiano", diz Livia Garcia-Roza.
 
Veja abaixo a lista de livros da autora, que também participa de antologias e coletâneas, como Boa Companhia – Contos, da Companhia das Letras, e 25 Mulheres que estão fazenda a Nova Literatura Brasileira, da editora Record.
 

Livia Garcia-Roza no programa Espaço Aberto, da Globonews

Clique aqui para ler um conto da autora, publicado na revista Bravo!

O casal 2000 da literatura brasileira, Digestivo Cultural

Literatura por celular, Revista Época

Leia entrevista com Lívia Garcia Roza

 
OBRAS
 
Romances
Cartão-postal (192 págs.) – 1999, Record
Solo Feminino: Amor e Desacerto (224 págs.) – 2002, Record
A Palavra que veio do Sul (219 págs.) – 2004, Record
Meu Marido (188 págs.) – 2006, Record
Milamor (208 págs.) – 2008, Record
O Sonho de Matilde (160 págs.) – 2010, Record
Amor em dois tempos – (200 págs) - 2014, Companhia das Letras
Meus Queridos Estranhos (150 págs.) – 1997, 2005, 2016, Companhia das Letras
1999 - Cartão postal2002 - Solo feminino: amor e desacerto2004 - A palavra que veio do sul2006 - Meu marido2008 - Milamor2010 - O sonho de Matilde2014 Amor em dois tempos2005 - Meus queridos estranhos
 
 
Contos & Crônicas 
Ficções Fraternas / organização (176 págs.) – 2003, Record
Filhos e Cenas (co-autor Fernando Bonassi) (128 págs.) – 2004, Callis
Restou o Cão e Outros Contos (112 págs.) – 2005, Companhia das Letras
A Cara da Mãe (112 págs.) - 2007, Companhia das Letras
Era outra Vez (88 págs.) - 2009, Companhia das Letras
Faces (72 págs.) - 2011, Record
2003 - Ficções Fraternas2004 - Filhos e cenas2005 - Restou o cão e outros contos2007 - A cara da mãe2009 - Era outra vez
 
 
Infantil & Juvenil
Quarto de Menina (206 págs.) – 1995, 2009, Record 
Cine Odeon (221 págs.) – 2001, Record
A Casa que Vendia Elefante (il. Mariana Massarani) (28 págs.) - 2008, Record
Betina tem um Problema (il. Mariana Massarani) (28 págs.) - 2010, Galerinha Record
O Caderno de Liliana (il. Taline Schubach) (120 págs.) – 2011, Companhia das Letrinhas
Betina fica sozinha (il. Bruna Assis Brasil) (36 págs.) - 2012, Galerinha Record
O leão tem dor de garganta / il. João Vaz de Carvalho (40 págs.) - 2015, Companhia das Letrinhas
2009 - Quarto de menina2001 - Cine Odeon2008 - A casa que vendia elefante2011 - O caderno de Lilianabetina tem um problema 2012 Betina fica sozinha2015 O leão tem dor de garganta
 
 
Prêmios
Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) - Selo Altamente Recomendável, por Quarto de Menina
Finalista do Prêmio Jabuti na categoria romance, 2002, por Cine Odeon
Finalista do Prêmio Jabuti na categoria romance, 2003, por Solo Feminino
Finalista do Prêmio São Paulo de Literatura, 2008, por Milamor

Obras em Destaque

  • imagem

    O Sonho de Matilde

    Record - 2010 - .

     

    Para orgulho do pai, Matilde e Cristina são membros da família Moreira. A linhagem, para ele, é sinônimo de respeito, dignidade e outras tantas virtudes. Nascidas no interior, as duas irmãs compartilham o mesmo sonho - conhecer o Rio de Janeiro. Contudo, o acaso preparou outros planos, e o desejo de visitar a cidade maravilhosa será concretizado, mas não exatamente pelos motivos que elas planejavam.

  • imagem

    Era outra Vez

    Companhia das Letras - 2009 - 88 págs.

    Era outra vez é um lindo livro de contos que recria e atualiza histórias infantis consagradas. Entre as narrativas reinventadas estão Branca de Neve e os sete anões, A cigarra e a formiga, As mil e uma noites, e Pluft, o fantasminha.
     
    Livia Garcia-Roza apresenta situações em que as obras originais são subvertidas para um cotidiano atual. Os protagonistas são crianças e adultos que vivem os dilemas típicos do mundo contemporâneo: pais e mães ocupados demais para estar com os filhos, irmãos que não param de se torturar e pequenos parecendo mais maduros do que gente grande. Com muito humor, essas histórias clássicas ganham novos sentidos e mostram como a imaginação é inesgotável, imprevisível e um prato cheio para novas interpretações.
     
    “Um criativo passeio pelo universo dos clássicos infantis, que evoca imediatamente o momento de aconchego em que um adulto conta, geralmente na hora de dormir, uma história para uma criança”
    O Globo

  • imagem

    A Casa que Vendia Elefante

    Record - 2008 - 28 págs.

    Papai Noel já deve ter recebido cartas com diversos pedidos difíceis, e o da menina Betina com certeza está entre os mais inusitados. Para desespero de sua mãe, ela pede no Natal um elefante para ajudá-la a cuidar de sua bonecas. No livro A Casa que Vendia Elefante, ilustrado por Mariana Massarani, você vai se divertir com essa história e descobrir se Betina teve seu desejo realizado.
     
     

  • imagem

    Milamor

    Record - 2008 - 208 págs.

    Maria leva uma vida tediosa, que preenche conversando com suas samambaias.
     
    Ela tem quase sessenta anos e, desde a morte do marido, mora com a filha, que a trata como se fosse uma senhora incapaz de tomar conta de si própria. Com a esperança de recuperar a alegria em sua vida e determinada a criar novas memórias, ela se apaixona por um homem que mal conhece. 

  • imagem

    A Cara da Mãe

    Companhia das Letras - 2007 - 112 págs.

    Nos dezenove contos do livro, as narrativas oscilam entre episódios cotidianos (a irmã mais velha cuida da caçula enquanto a mãe está fora; a babá conta à criança o drama de não poder ter filhos; marido e mulher em crise trocam acusações e impropérios) e extraordinários (durante o almoço de Páscoa, cada membro da família imagina epitáfios para si; a menina faz sala para o amante da mãe; Pedrinho visita o pai, um matador foragido). 
     
    Sob a aparente banalidade, o leitor percebe que algo profundo, enigmático e interessante está sendo dito. O mistério a ser decifrado é aquele mesmo de nosso dia-a-dia atribulado e reincidente. E a oralidade radical que perpassa as narrativas é um procedimento ficcional que investiga e reinventa a fala brasileira contemporânea, refletindo nossos traços sociais.
     


Sobre a Agência Riff
imagem

Inaugurada em 1991, a Riff representa grandes nomes da literatura brasileira e as principais editoras e agências literárias estrangeiras no Brasil e em Portugal. Saiba mais.




2011 Agência Riff todos os direitos reservados - agenciariff@agenciariff.com.br Guilhotina Design