terça-feira 17 de outubro




Carlos Herculano Lopes

Carlos Herculano Lopes
 
O jornalista e escritor mineiro Carlos Herculano Lopes nasceu em 1956, em Coluna, no Vale do Rio Doce, Minas Gerais. Começou a escrever ainda criança, e, aos 11 anos, mudou-se para Belo Horizonte, onde se formou em Comunicação Social. Trabalhou em vários jornais e, hoje, é repórter do suplemento cultural do jornal O Estado de Minas. Em 1988, conquistou o Prêmio Lei Sarney, como autor-revelação. Algumas de suas obras têm sido adaptadas para cinema e tv.
 
Em 1980, e aos 24 anos, Carlos Herculano estreou na literatura com a edição independente de O Sol nas Paredes, livro de contos que o próprio autor encarregava-se de vender em bares e faculdades. O reconhecimento chegaria com o segundo livro, o romance A Dança dos Cabelos (1984), premiado pela Secretaria de Cultura de Minas Gerais. Aceitando o desafio de assumir a voz feminina, Herculano constrói uma narrativa de estrutura complexa, onde três protagonistas, avó, mãe e filha, todas chamadas Isaura, costuram retalhos de suas vidas para contar a história de uma só personagem. A segurança com que o autor conduz essa trama de muitos planos, sua extraordinária competência para construir psicologias e um estilo exato anunciavam um escritor disposto a enfrentar qualquer desafio formal para encontrar a melhor maneira de contar uma boa história. A previsão confirmou-se nos livros que se seguiram, e, hoje, Herculano é considerado um dos mais sólidos talentos de sua geração.
 
Na novela Sombras de Julho (1991), muitas vozes são chamadas a contar a história de dor, medo e vingança desencadeada pelo assassinato de um rapaz num conflito por terras. O Pescador de Latinhas (2001) reúne as melhores crônicas publicadas pelo autor no jornal Estado de Minas e exibe seu talento parar conjugar o humor e a observação da alma humana em textos que falam de desejos prosaicos como o da mulher que sonhava viajar ou o da personagem que arranca todas as portas de sua casa para patiná-las. Em Coração aos Pulos (2001), Herculano exercita a concisão poética em minicontos arrebatadores. E, em Entre BH e Texas (2004) revela as influências admirações e desafios que forjaram sua carreira. A vitória sobre o maior desses desafios é, possivelmente, O Vestido (2004), romance baseado em um dos mais conhecidos poemas de Carlos Drummond de Andrade, “Caso do vestido”. A paixão da mulher que se dispõe a entregar o marido a outra para fazê-lo feliz ganha um tom épico e um ritmo ágil que levam a uma leitura ininterrupta, quase sôfrega. Escrita a partir de uma solicitação do cineasta Paulo Thiago, a história ganhou também uma versão para o cinema.
 
“Carlos Herculano Lopes faz uma faxina na forma e no conteúdo, e ao longo de sua vitoriosa carreira literária, confirma não apenas o talento versátil e o estilo singular, mas seu vínculo e compromisso com uma arte do mais alto padrão estético.”
Ronaldo Cagiano, crítico e escritor
 
Sobre A Dança dos cabelos
“Inventivo no enredo, no apuro da frase, no trato das sexualidades ilegítimas e dos amores heréticos, está na praça um romance de alto nível.”
Deonísio da Silva, O Estado de São Paulo
 
Sobre Coração aos Pulos
“o gesto simples, que nada tem a ver com a mera simplificação, vem bem a calhar quando o que se procura é a leitura menos polêmica e mais sedutora, e, por conta disso, a ampliação do número de leitores de contos, curtos e longos.”
Nelson de Oliveira, Jornal do Brasil
 
“A DANÇA DOS CABELOS é a vida vivida e refletida na arte, o viver do outro fermentando e jorrando de maneira lírica.”
Duílio Gomes, O Estado de Minas
 
 
OBRAS
 
Romances
A Dança dos Cabelos – 1984, Record
Sombras de Julho – 1991, Atual
O Vestido – 2004, Geração Editorial
Poltrona 27 (176 págs.) – 2011, Record
1984 - A dança dos cabelos1991 - Sombras de julho2004 - O vestido2011 - Poltrona 27
 
 
Contos & Crônicas
O Último Conhaque –1995, Record
Coração aos Pulos – 2001, Record
O Pescador de Latinhas – 2001, Record
Entre BH e Texas – 2004, Record
O Chapéu do seu Aguiar –2006, Editora Leitura
A Ostra e o Bode - 2007, Record
A Mulher dos Sapatos Vermelhos – 2010, Geração Editorial 
O Estilingue: Histórias de um Menino (134 págs.) / il. Marcelo Lelis  – 2012, UFMG 
Coisa do Bicho (88 págs.) – 2014, Lê 
1995 - O útimo conhaque2001 - Coração aos pulos2001 - O pescador de latinhas2004 - Etre BH e Texas2006 - O chapéu do seu Aguiar2007 - A ostra e o bode2010 - A mulher dos sapatos vermelhos2013 O Estilingue: Histórias de um Menino2014 coisa do bicho
 
 
Edições Estrangeiras
Itália – O Vestido (Il Vestito) - 2005, Cavallo di Ferro
Itália – Sombras de Julho (Ombre di Luglio) - 2008, Il Filo 
2005 - O vestido - Itália2008 - Sombras de julho - Itália
 
 

Obras em Destaque

  • imagem

    Poltrona 27

    Record - 2011 - 176 págs.


Sobre a Agência Riff
imagem

Inaugurada em 1991, a Riff representa grandes nomes da literatura brasileira e as principais editoras e agências literárias estrangeiras no Brasil e em Portugal. Saiba mais.




2011 Agência Riff todos os direitos reservados - agenciariff@agenciariff.com.br Guilhotina Design