terça-feira 17 de outubro




Erico Verissimo

Erico Verissimo
 
Erico Verissimo nasceu em Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, em 1905. Foi diretor, redator, ilustrador e paginador da Revista do Globo e conselheiro literário da Editora Globo. De 1943 a 1945, viveu nos Estados Unidos, onde lecionou Português e Literatura Brasileira na Universidade de Berkeley, na Califórnia. Entre 1953 a 1956, voltou a viver nos EUA, dessa vez em Washington (DC), como diretor do Departamento de Assuntos Culturais da União Pan-Americana. Em 1967, recebeu o Prêmio Juca Pato de 'Intelectual do Ano', concedido pela União Brasileira dos Escritores.Um dos autores brasileiros mais traduzidos, sua obra inclui mais de 40 títulos e abrange quase todos os gêneros literários. Veríssimo morreu em 1975, em Porto Alegre, quando escrevia o segundo volume de seu livro de memórios, Solo de Clarineta. Traduzido em todo o mundo, figura hoje como um dos mais lidos e importantes romancistas brasileiros contemporâneos.
 
Erico Verissimo escreveu o seu primeiro texto literário atrás de um balcão de farmácia, na sua cidade natal, em Cruz Alta. Mas Erico não gostava de dar receitas. “Cabe ao romancista, dentre outras coisas, dar um diagnóstico das doenças de sua época, relacionando-as, quando possível, com doenças que nos vêm do passado. Não lhe compete prescrever um tratamento para o organismo social”, diz em A Liberdade de Escrever, uma coletânea de entrevistas do escritor muito bem-organizada por Maria da Glória Bordini.
 
As gerações de leitores brasileiros que se formaram no último meio século certamente devem muito a Erico Veríssimo. Sua vasta obra, marcada pela versatilidade, contempla públicos de todas as idades e gostos, e dificilmente se encontrará alguém que não se encante por, ao menos, algum de seus livros. Em todos, a força de uma poderosa imaginação é o motor principal. Até hoje, muitas são as crianças que começam a gostar de ler acompanhando As Aventuras do Avião Vermelho (1936), Os Três Porquinhos Pobres (1936) e outras obras infantis escritas por Erico. E ainda são muitos os adolescentes que fazem a travessia do universo infantil para a literatura adulta com a leitura de Clarissa (1933) e Olhai os Lírios do Campo (1938). No primeiro, Erico conta um ano da vida da personagem-título, dos 13 aos 14 anos, retomada, mais tarde, em Música ao Longe (1935), diário da jovem Clarissa, em cujas páginas se retrata a vida da pequena cidade de Jacareacanga. Em Olhai os Lírios do Campo, best-seller que, do dia para a noite, teve suas primeiras tiragens esgotadas, permitindo que o autor fizesse da literatura sua atividade principal, narra-se a história de um jovem médico que, a partir do reencontro com um caso amoroso do tempo de faculdade, revê sua vida e busca reconciliar-se com a infância pobre que lutara para superar.
 
Personagens de Clarissa ressurgirão em Um Lugar ao Sol (1936), onde Clarissa e seu primo Vasco defrontam-se com a violência das disputas entre os velhos caudilhos do Sul, e Saga (1940), a tumultuada história de Vasco, que narra, em primeira pessoa, sua experiência na Guerra Civil Espanhola, a estada em um campo de concentração, o retorno ao Brasil e a vida tranqüila e campesina, já casado com Clarissa. Ainda nessa primeira fase, Caminhos Cruzados (1935) oferece um painel da sociedade brasileira no Período Vargas, a partir de 120 instantâneos da vida de diversos tipos, da garota pragmática à prostituta meiga, do rapaz sonhador à senhora de sociedade. Técnica similar será empregada em O Resto É Silêncio (1942), onde o autor apresenta sete testemunhas de um suicídio e as 28 horas que se seguem na vida de cada um.
 
Criador de personagens emblemáticos e apaixonantes, Veríssimo lança em 1949 o primeiro romance da trilogia que lhe garantirá um lugar definitivo e indiscutível entre os maiores escritores brasileiros. Uma saga histórica arrebatadora, O Tempo e o Vento compõe-se de o Continente (1949), O Retrato (1951) e O Arquipélago (1961) e refaz o caminho da formação do próprio povo gaúcho ao narrar a história da família Terra Cambará, de meados do século XVIII a meados do XX. Tecido de novelas que se interligam e completam, mas compõem cada qual um todo íntegro, O Continente teve duas de suas seis partes desmembradas em edições independentes: Um Certo Capitão Rodrigo (1970) e Ana Terra (1971), personagens arquetípicas dos tempos heróicos dos pampas gaúchos. O mesmo ocorrerá com o capítulo Do Diário de Sílvia, de O Arquipélago, transformado em livro em 1978. Cheio de ação, lutas, segredos e revelações, O Tempo e o Vento foi adaptado para a tv com enorme sucesso.
 
Em sua última fase, a obra de Veríssimo concentra-se, sobretudo, na temática política. Ambientado em Washington e numa ilha do Caribe, O Senhor Embaixador (1965) inicia-se como uma comédia satírica dos costumes diplomáticos, para decolar numa trama política onde as personagens se desumanizam para assumir papéis ideológicos. A idéia de O Prisioneiro (1967) surge a Veríssimo a partir de um episódio real, quando um soldado francês torturara um terrorista argelino a fim de forçá-lo a confessar onde havia colocado uma bomba. Escrevendo ao tempo da Guerra do Vietnã, Verissimo situa sua história num país do Sudeste Asiático invadido por uma potência ocidental e pergunta: os fins justificam os meios? Incidente em Antares (1971) é, por sua vez, ambientado numa cidade fictícia às margens do Rio Uruguai e recria as tensões dos protestos de mortos, insepultos em decorrência de uma greve de coveiros.         
 
Mestre também do drama psicológico, Erico cria, com o romance Noite (1954), um verdadeiro cult das sombras. Pouco divulgado e incompreendido por grande parte da crítica, na época de seu lançamento, conta a história de um desconhecido que foge dos seus próprios mistérios, sem saber, ele mesmo, se cometeu um crime. O que faz esse desconhecido seguir em frente, o que mais o paralisa, o que mexe com ele, o que se remexe no leitor? Como já disse Erico, certos imprevistos norteiam a ficção. “Os personagens ficam mais verossímeis quando fazem o que o autor não previu.” Nesse sentido, Erico Verissimo foi surpreendido sempre. E a gente se surpreende cada vez mais com ele.
 
''Eis um romance magistral, de valor inestimável para todos quanto desejam conhecer a vida e a literatura do Brasil. Ao estilo brilhante e ao espírito que caracterizavam suas obras anteriores, em O Resto é Silêncio, Verissimo acrescenta a maior qualidade do romancista: o poder de criar personagens vivas. Os retratos que dela nos pinta são de tal maneira completos, tão dimensionais, que elas existem em sua inteireza não só tais como aparecem ao mundo exterior, como também da maneira que elas se imaginam ou desejariam ser.'' 
Harriet de Onís, em The Inter-American

Templo Cultural Delfos
OBRAS
 
Romances
O Tempo e Vento: O Continente – 2 volumes - 1949, 2004, Companhia das Letras
O Tempo e Vento: O Retrato – 2 volumes - 1951, 2004, Companhia das Letras
O Tempo e Vento: O Arquipélago – 3 volumes - 1961, 2004, Companhia das Letras
Clarissa – 1933, 2005, Companhia das Letras
Música ao Longe – 1934, 2005, Companhia das Letras
O Senhor Embaixador – 1965, 2005, Companhia das Letras
Caminhos Cruzados – 1935, 2005, Companhia das Letras
Olhai os Lírios do Campo – 1938, 2005, Companhia das Letras
Um Certo Capitão Rodrigo – extrato de O Continente vol. 1 - 1970, 2005, Companhia das Letras
Ana Terra – extrato de O Continente vol 2 - 1971, 2005, Companhia das Letras
Incidente em Antares – 1971, 2005, Companhia das Letras
Do Diário de Sílvia – 1978, 2005, Companhia das Letras
Um Lugar ao Sol – 1936, 2006, Companhia das Letras
Saga – 1940, 2006, Companhia das Letras
O Prisioneiro – 1967, 2008, Companhia das Letras
O Resto é Silêncio – 1943, 2008, Companhia das Letras
Noite – 1954, 2009, Companhia das Letras
2004 - O tempo e Vento: O continente vol. 12004 - O tempo e Vento: O continente vol. 22004 - O tempo e Vento: O retrato vol. 12004 - O tempo e Vento: O retrato vol. 22004 - O tempo e Vento: O arquipélago vol. 12004 - O tempo e Vento: O arquipélago vol. 22004 - O tempo e Vento: O arquipélago vol. 32005 - Caminhos cruzados2005 - Olhai os lírios do campo2005 - Um certo capitão Rodrigo
2005 - Incidente em Antares2006 - Um lugar ao sol2006 - Saga2008 - O prisioneiro2008 - O resto é silêncio2009 - Noite
 
 
Contos & Crônicas
Contos - 1942, (nova edição no prelo),  Companhia das Letras
Fantoches e outros contos – 1932, 2007, Companhia das Letras
2007 - Fantoches e outros contos
 
 
Infantil & Juvenil
A Vida de Joana D’arc (il. Rafael Anton) – 1935, 2011, Companhia das Letras
Viagem à aurora do mundo – 1939, (no prelo), Companhia das Letras
O Urso com Música na Barriga (il. Eva Furnari) – 1938, 2002, Companhia das Letras
A Vida do Elefante Basílio (il. Eva Furnari) – 1939, 2002, Companhia das Letras
Rosa Maria no Castelo Encantado (il. Eva Furnari)  – 1936, 2003 , Companhia das Letras
As Aventuras do Avião Vermelho (il. Eva Furnari) – 1936, 2003, Companhia das Letras
Os Três Porquinhos Pobres (il. Eva Furnari) – 1936, 2003, Companhia das Letras
Outra Vez os Três Porquinhos (il. Eva Furnari) – 1939, 2003, Companhia das Letras
As Aventuras de Tibicuera – 1937, 2005, Companhia das Letras
2002 - O urso com música na barriga2003 - Rosa Maria no castelo encantado2003 - As aventuras do avião vermelho2003 - Os três porquinhos pobres2003 - Outra vez os três porquinhos2005 - As aventuras de Tibucuera2011 - capa - vida de joana d'arc
 
 
Não Ficção: Ensaios, Biografias, Memórias
A Breve História da Literatura Brasileira –1944,(nova edição no prelo), Companhia das Letras
Solo de Clarineta – 2 volumes -1973, 1976, 2006, Companhia das Letras
Gato Preto em Campo de Neve – 1941,2006, Companhia das Letras
A Volta do Gato Preto – 1946, 2007, Companhia das Letras
Israel em Abril – 1969, 2010, Companhia das Letras
Um Certo Henrique Bertaso – (104 págs) 1972, 2011, Companhia das Letras
México (384 págs.) – 1957, 2013, Companhia das Letras
2011 - Um certo Henrique Bertaso2006 - Solo de clarineta vol. 12006 - Solo de clarineta vol. 22006 - Gato preto em campo de neve2010 - Israel em abril2013 - méxico
 
 
Edições Estrangeiras (lista parcial) 
China - O Senhor Embaixador –  2009, Homeward Publishing
Espanha - O Tempo e o Vento: O Retrato vol. I –  (no prelo) Machado Libros
Espanha - O Tempo e o Vento: O Retrato vol. II –  (no prelo) Machado Libros
Espanha - El Tiempo Y El Viento: El Continente primera parte / O Tempo e o Vento: O Continente vol. I / trad. Basilio Losada – 2013, Machado Libros
Espanha - O Tempo e o Vento: O Continente vol. II (no prelo) Machado Libros
Espanha - O Tempo e o Vento: O Arquipélago vol. I –  (no prelo) Machado Libros
Espanha - O Tempo e o Vento: O Arquipélago vol. II –  (no prelo) Machado Libros
Espanha - O Tempo e o Vento: O Arquipélago vol. III –  (no prelo) Machado Libros
Espanha - Clarissa –  (no prelo) Machado Libros
Espanha - Saga –  (no prelo) Machado Libros
Espanha - O Resto é Silêncio –  (no prelo) Machado Libros
França - Tempo e o Vento –  Albin Michel
Portugal - Olhai os Lírios do Campo – 2001, 2014, Clube do Autor
Portugal - As Aventuras do Avião Vermelho – 2005, Ambar
Portugal - Outra Vez os Três Porquinhos – 2005, Âmbar
Portugal - O Urso Com Música na Barriga – 2005, Âmbar
Portugal - A Vida do Elefante Basílio – 2005, Âmbar
Portugal - Os Três Porquinhos Pobres – 2005, Âmbar
Portugal - Rosa Maria no Castelo Encantado – 2005, Ambar
Portugal - Clarissa - 2006, Âmbar
Portugal – Incidente em Antares – 2006, Âmbar
Portugal –  O Tempo e o Vento: O Retrato vol. I – 2007, Âmbar
Portugal – O Tempo e o Vento: O Retrato  vol. II  – 2007, Âmbar
Portugal – O Tempo e o Vento: O Continente vol. I – 2007, Âmbar 
Portugal – O Tempo e o Vento O Continente vol. II – 2007, Âmbar 
Portugal – O Tempo e o Vento: O Arquipélago vol. I – 2007, Âmbar
Portugal – O Tempo e o Vento: O Arquipélago vol. II – 2007, Âmbar
Romenia – Incidente em Antares – 2002, Editura Polirom (direitos revertidos)
Romenia – Noapte / Noite / trad. Micaela Ghitescu – 2011, Vivaldi
2006 - Clarissa - Portugal2006 - Incidente em Antares - Portugal2007 - O tempo e o vento: O retrato vol. 1 - Portugal2007 - O tempo e o vento: O retrato vol. 2 - Portugal2007 - O tempo e o vento: O continente vol. 1 - Portugal2007 - O tempo e o vento: O continente vol. 2 - Portugal2007 - O tempo e o vento: O arquipelago vol. 1 - Portugal2007 - O tempo e o vento: O arquipelago vol. 2 - Portugal2009 - O senhor embaixador - China2011 - Romenia - Noite
2013 o tempo e o vento espanha2015 - Olhai os Lírios do Campo

 


Obras em Destaque

  • imagem

    Israel em Abril

    Companhia das Letras - 2010 - 1969 págs.


Sobre a Agência Riff
imagem

Inaugurada em 1991, a Riff representa grandes nomes da literatura brasileira e as principais editoras e agências literárias estrangeiras no Brasil e em Portugal. Saiba mais.




2011 Agência Riff todos os direitos reservados - agenciariff@agenciariff.com.br Guilhotina Design