terça-feira 17 de outubro




Moacyr Scliar

Moacyr Scliar
 
Nasceu em Porto Alegre em 1937. Autor de mais de setenta livros em vários gêneros, romance, conto, ensaio, crônica, ficção infanto-juvenil, suas obras foram publicadas em mais de vinte países, com grande repercussão crítica. Recebeu numerosos prêmios, como o Jabuti (1988, 1993 e 2000), o APCA (1989) e o Casa de las Américas (1989). Foi colaborador em vários órgãos da imprensa no país e no exterior. Teve seus textos adaptados para cinema, teatro, televisão e rádio, inclusive no exterior. Foi médico e membro da Academia Brasileira de Letras. Morreu em março de 2011.
Site do autor: www.moacyrscliar.com
 
 
 
OBRAS
 
Contos
Histórias de um Médico em Formação (112 págs.) – 1962, Difusão de Cultura
Tempo de Espera / co-autor: Carlos Stein (95 págs.) – 1964, Difusão
A balada do falso Messias (88 págs.) – 1976, Ática
Histórias da terra trêmula - 1976, Escrita
O anão no televisor (120 págs.) – 1979, Globo
Os melhores contos de Moacyr Scliar (260 págs.) – 1984, Global
Dez contos escolhidos – 1984, Horizonte
O olho enigmático (185 págs.) – 1986, Guanabara
Contos reunidos (440 págs.) - 1995, Companhia das Letras
O amante da Madonna (64 págs.) - 1997, Mercado Aberto
Os contistas (112 págs.) – 1997, Ediouro
Histórias para (quase) todos os gostos (137 págs.) - 1998, L&PM
Pai e filho, filho e pai (100 págs.) – 2002, L&PM
Pega pra Kaput (co-autores: Josué Guimarães, Edgar Vasques e Luis Fernando Verissimo) (134 págs.) – 2004, L&PM 
Do jeito que nós vivemos (176 págs.) – 2007, Leitura
O carnaval dos animais (101 págs.) – 1968, 2008, Ediouro
A Poesia das Coisas Simples (256 págs.) / organização e prefácio Regina Zilberman – 2012, Companhia das Letras
1962 - Histórias de um médico em formação1976 - A balada do falso Messias1979 - O anão do televisor1984 - Os melhores contos1984 - Dez contos escolhidos1986 - O olho enigmático1995 - Contos reunidos1998 - Histórias para (quase) todos os gostos2002 - Pai e filho, filho e pai2004 - Pega pra Kaput
2007 - Do jeito que nós vivemos2008 - O carnaval dos animais2009 - Histórias que os jornais não contam2012 - A poesia das coisas simples
 
 
Crônicas
Minha mãe não dorme enquanto eu não chegar (96 págs.) – 1996, 2001, L&PM
O imaginário cotidiano (182 págs.) – 2001, Global
A língua de três pontas: crônicas e citações sobre a arte de falar mal (160 págs.) – 2001, Artes e Ofícios
Um país chamado infância – Para Gostar de Ler Vol. 18 (89 págs.) – 1989, 2002, Ática
Dicionário do viajante insólito (140 págs.) – 1995, 2003, L&PM
O olhar médico (184 págs.) – 2005, Agora
Histórias de Porto Alegre (174 págs.) – 2005, L&PM
A massagista japonesa (128 págs.) – 2011, L&PM
Território da Emoção - Crônicas de Medicina e Saúde (276 págs.) organização e prefácio de Regina Zilberman – 2013, Companhia das Letras
A Banda na garagem (74 págs.) / organização e prefácio de Regina Zilberman / il. Andrés Sandoval – 2014, Edelbra
A Nossa Frágil Condição Humana: Crônicas Judaicas (2014 págs.) – 2017, Companhia das Letras
Histórias que os jornais não contam (160 págs.) – 2009, 2017, L&PM
2001 - Minha mãe não dorme enquanto eu não chegar2001 - O imaginário cotidiano2001 - A língua de três pontas: crônicas e citações sobre a arte de falar mal2002 - Um país chamado infância2003 - Dicionário do viajante insólito2005 - O olhar médico2005 - Histórias de Porto Alegre2011 - A massagista japonesa2013 território da emoção2014 A Banda na garagem2017 - A nossa frágil condição humana2017 - Histórias que os jornais não contam
 
 
Romances
A guerra no Bom Fim (121 págs.) – 1972, L&PM
O exército de um homem só (168 págs.) – 1973, L&PM
Os deuses de Raquel (128 págs.) - 1975, L&PM
Mês de cães danados (184 págs.) – 1977, L&PM
Doutor Miragem (192 págs.) – 1978, L&PM
Os voluntários (176 págs.) – 1979, L&PM
A estranha nação de Rafael Mendes (278 págs.) – 1983, L&PM
A orelha de Van Gogh (168 págs.) – 1989, Cia das Letras
Cenas da vida minúscula (237 págs.) – 1991, L&PM
Sonhos tropicais (212 págs.) – 1992, Companhia das Letras
O ciclo das águas (261 pág.s) – 1977, 1996, L&PM
A majestade do Xingu (216 págs.) – 1997, Companhia das Letras
A mulher que escreveu a Bíblia (224 págs.) – 1999, Companhia das Letras
Os leopardos de Kafka (128 págs.) – 2000, Companhia das Letras
Max e os felinos (129 págs.) – 1981, 2001, L&PM
O centauro no jardim (240 págs.) – 1980, 2004, Cia das Letras
Uma história Farroupilha (96 págs.) – 2004, L&PM
Mistérios de Porto Alegre – 2004, Artes e Ofícios
Na Noite do Ventre, o Diamante (168 págs.) – 2005, Objetiva
Os vendilhões do templo (304 págs.) - 2006, Cia das Letras
Manual da paixão solitária (216 págs.) - 2008 Cia das Letras
Eu vos abraço, Milhões (256 págs.) – 2010, Cia das Letras
1972 - A guerra do bom fim1975 - Os deuses de Raquel1979 - Doutor Miragem1979 - Os voluntários1980 - O exército de um homem só1989 - A orelha de Van Gogh1991 - Cenas da vida minúscula1992 - Sonhos tropicais1996 - O ciclo das águas1997 - Mês de cães danados1997 - A majestade do Xingu
1999 - A mulher que escreveu a Bíblia2000 - Os leopardos de Kaftka2001 - Max e os felinos2004 - Uma história Farroupilha2004 - O centauro do jardim2004 - Mistérios de Porto Alegre2005 - Na noite do ventre, o diamante2006 - Os vendilhos do templo2008 - Manual da paixão solitária2010 - Eu vos abraço, milhões
 
 
Ficção Infanto & Juvenil
Memórias de um aprendiz de escritor (61 págs.) – 1984, Cia. Editora Nacional
O tio que flutuava (88 págs.) – 1988, Ática
Pra você eu conto (80 págs.) – 1990, Atual
A festa no castelo (138 págs.) – 1991, L&PM
Balada do Falso Messias (88 págs.) – 1994, Ática
Introdução a pratica amorosa (72 págs.) – 1995, Scipione
A Rio Grande farroupilha (36 págs.) – 1998, Ática
Câmera na mão, o Guarani no coração (120 págs.) – 1998, Ática
A colina dos suspiros (128 págs. ) – 1999, Moderna
O Livro da medicina (64 págs.) – 2000, Companhia das Letrinhas
Cavalos e obeliscos (96 págs.) – 1981, 2001, Ática
Ataque do comando P.Q. (88 págs.) – 2001, Ática
O sertão vai virar mar (120 págs.) – 2002, Ática
Éden-Brasil (144 págs.) – 2002, Companhia das Letras
O irmão que veio de longe (96 págs.) – 2002, Companhia das Letras
Um sonho no caroço do abacate (75 págs.) – 1995, 2002, Global
As pernas curtas da mentira (63 págs.) – 2002, Moderna
Nem uma coisa, nem outra (40 págs.) – 2003, Rocco
Navio das cores (56 págs.) – 2003, Berlendis & Vertecchia
Aprendendo a amar e a curar (71 págs.) – 2003, Scipione
Um menino chamado Moisés (56 págs.) – 2004, Ática
Os cavalos da República (80 págs.) – 1989, 2005, Ática
Gota d’agua – 2005, Global
No caminho dos sonhos (125 págs.) – 1988, 2005, Ática
Ciumenta de carteirinha (136 págs.) – 2006, Ática
O menino e o bruxo (120 págs.) – 2007, Ática
Uma história só pra mim (72 págs.) – 1994, 2007, Atual
ABC do Mundo Judaico (48 págs.) – 2007, SM
A Palavra Mágica (112 págs.) – 2007, Moderna
O carnaval dos animais (101 págs.) – 2008, Ediouro
Leituras de Escritor (224 págs.) – 2008, SM
A voz do poste (120 págs.) – 2008, Rocco
Aquele estranho colega, o meu pai (64 págs.) – 2008, Atual
O amigo de Castro Alves (184 págs.) – 2009, Ática
O mistério da casa verde (78 págs.) – 2009, Ática
Deu no jornal (32 págs.) – 2009, Edelbra
1984 - Memórias de um aprendiz de escritor1988 - O tio que flutuava1990 - Pra você eu conto1991 - A festa no castelo1994 - Balada do falso Messias1995 - Introdução a prática amorosa1998 - A rio GRande Farroupilha1998 - Câmera na mão, o Guarani no coração1999 - A colina dos suspiros2000 - O livro da medicina
2001 - Cavalos e obeliscos2001 - O ataque do comando P.Q.2002 - O sertão vai virar mar2002 - Éden-Brasil2002 - O irmão que veio de longe2002 - Um sonho no caroço do abacate2002 - As pernas curtas da mentira2003 - Nem uma coisa, nem outra2003 - Navio das cores
2004 - Um menino chamado Moisés2005 - Os cavalos da república2005 - Gota d'água2005 - No caminho dos sonhos2006 - Ciumenta de carteirinha2007 - O menino e o bruxo2007 - Uma história só pra mim2007 - ABC do mundo judáico
2007 - A palavra mágica2008 - O carnaval dos animais2008 - Leituras de escritor2008 - A voz do poste2008 - Aquele estranho colega, meu pai2009 - O amigo de Castro Alves2009 - O mistério da casa verde2009 - Deu no jornal
 
 
Ensaios
Do Éden ao Divã (213 págs.) – 1991, Shalon
A paixão transformada: história da medicina na literatura (312 págs.) – 1996, Companhia das Letras
Meu filho, o doutor: medicina e judaísmo na história, na literatura e no humor (128 págs.) – 2000, Artes Médicas
Porto de histórias: mistérios e crepúsculos de Porto Alegre (192 págs.) – 2000, Record
A face oculta: inusitadas e reveladoras histórias da medicina (224 págs.) – 2000, Artes e Ofícios
A linguagem médica (88 págs.) – 2002, Publifolha
Oswaldo Cruz & Carlos Chagas: o nascimento da ciência no Brasil (157 págs.) – 2002, Odysseus
Do mágico ao social: a trajetória da saúde pública (160 págs.) – 1987, 2002, SENAC São Paulo
Cenas médicas (104 págs.) – 1988, 2002, Artes & Ofícios
Saturno nos trópicos: a melancolia européia chega ao Brasil (280 págs.) – 2003, Companhia das Letras
Judaísmo: Dispersão e Unidade (128 págs.) – 1994, 2003, Ática
Entre Moisés e Macunaíma (co-autor: Marcio Souza) (132 págs.) – 2003, Garamond
Ilha deserta (co-autores: Cony e Calligaris) (224 págs.) – 2003, Publifolha
Um olhar sobre a saúde pública (48 págs.) – 2003, Scipione
O texto, ou a Vida (272 págs.) – 2007, Bertrand (direitos revertidos)
Enigmas da Culpa (248 págs.) – 2007, Objetiva
Amor em texto, amor em contexto: Um diálogo entre escritores (co-autor: Ana Maria Machado) (112 págs.) - 2009, Papirus 7 Mares
Rubem Alves e Moacyr conversam sobre o corpo e a alma (co-autores: Luiz Odorico Monteiro de Andrade e Rubem Alves) (121 págs.) - 2011, Saberes
Moacyr Scliar – escrito por ele mesmo, Instituto Moreira Salles
1996 - A paixão transformada2000 - Meu filho, o doutor2000 - Porto de histórias2000 - A face oculta2002 - A liguagem médica2002 - Oswaldo Cruz & Carlos Chagas2002 - Do mágico ao social2002 - Cenas médicas2003 - Saturno nos trópicos2003 - Judaismo
2003 - Entre Moisés e Macunaíma2003 - Ilha deserta2007 - O texto, ou a vida2007 - Enigmas da culpa2009 - Amor em texto, amor em contexto2011 - Rubem Alves e Moacyr conversam sobre o corpo e a alma
 
 
Edições Estrangeiras
 
Alemão
Der Zentaur im Garten (Roman). Hamburg, Hoffman und Campe, 1985; Berlin (DDR), Verlages Volk und Welt, 1988; Hamburg, Rowolt, 1989.
Die Ein-Mann-Armee (Roman). Stuttgart, Edition Weitbrecht, 1987; Goldmann Verlag, 1989.
Das Seltsame Volk des Rafael Mendes (Roman). Stuttgat, Edition Weitbrecht, 1989.
(Todos os livros traduzidos por Karin von Schweder-Schreiner).
 
Espanhol
El Centauro en el Jardín (novela). Madrid , Editorial Swan, 1985; Barcelona, Círculo de Letras, 1986.
La Extraña Nación de Rafael Mendes (novela). Barcelona, Circe Ediciones, 1988.
El Ejercito de un Solo Hombre (novela). Buenos Aires, Contexto, 1987; Bogota, Tercer Mundo, 1988.
La Oreja de Van Gogh. La Habana, Casa de las Americas, 1989.
Las Plagas y Otros Relatos. Caracas, Editorial Memorias de Altagracia, 1996.
La Mujer que Escribió la Biblia. Mexico, Alfaguara, 2001.
 
Francês
Le Centaure dans le Jardin (roman). Paris, Presses de la Renaissance, 1985.
L'Étrange Naissance de Rafael Mendes (roman). Paris, Presses de la Renaissance, 1986.
Le Carnaval des Animaux (contes). Paris, Presse de la Renaissance, 1987; Le Serpent à Plumes, 1998.
Max et les Chats (roman). Paris, Presses de la Renaissance, 1991.
Oswaldo Cruz le Magnifique (roman). Paris, Belfond, 1994.
Sa Majesté des Indiens (roman). Paris, Albin Michel, 1998.
Max et les Félins (roman) Québec, Les Intouchables, 2003.
 
Hebraico
Hakentaur ba Gan. Tel Aviv, Maariv Book Guild, 1988.
 
Holandês
De Centaur in de Tuin (Roman). Amsterdam, Werldsbibliothek, 1994.
 
Inglês
The Centaur in the Garden (novel). New York, Ballantine Books, 1985. Pocket Edition, 1988; The University of Winscosin Press, 2003.
The Gods of Raquel (novel). New York, Ballantine Books, 1986. Pocket Edition, 1988).
The Carnival of the Animals (short stories). New York, Ballantine Books, 1986.
The Ballad of the False Messiah (short stories). New York, Ballantine Books, 1987.
The Strange Nation of Rafael Mendes (novel). New York, Crown Books, 1988.
The Volunteers (novel). New York, Ballantine Books, 1988.
The Enigmatic Eye (short stories). New York, Ballantine Books, 1989.
Max and the Cats (novel). New York, Ballantine Books, 1990; New York, Plume, 2003; Toronto, Key Porter Books, 2003.
The Collected Stories of Moacyr Scliar. Albuquerque, New Mexico University Press, 1999.
 
Italiano
L'Orecchio di Van Gogh. Roma, Voland, 2000.
Il Centauro nel Giardino, Roma, Voland, 2002.
 
Português (Portugal)
O centauro no jardim (romance). Lisboa, Caminho Editorial, 1986.
A orelha de Van Gogh (Contos). Lisboa, Pergaminho, 1994.
A majestade do Xingu . Lisboa, Caminho Editorial, 2001.
 
Russo
(The Centaur in the Garden, O centauro no jardim). Moscow, Amphora, 2002.
 
Tcheco
Leopardi Franze Kafky. Praha, Aurora, 2002.
 
 
Participação em Antologias (Exterior)
Opowidanic brazylijskie. Krakow, Widawinctwo Literackie, 1977.
Brazil - an Anthology of the Literary Review. New Jersey, Farleigh Dickinson University, 1978.
Unsere Freunde die Diktatoren. Munchen, Verlag Autoren Edition, 1980.
Humor and Satire. Varno, Bulgaria, Georgy Bakalov Publishing House, 1980.
Latin-America Forteller. Oslo, den Norske Booklusen, 1980.
Zitrongras. Köln, Kiepenheuser & Witsch, 1982.
Diser Tag Voller Vulkane. Bremen, Verlay Atelier, 1983.
Nouvelles brésiliennes. Montreal, Dérivés, 1983.
A posse da terra. Lisboa, Imprensa Nacional, 1985.
Contes et chroniques d'expression portugaise. Paris, Presses Pocket, 1986.
Ein neuer Name, ein Freundes fesicht. Sarmstad, Lunchterhand, 1987.
Cuentos judíos latinoamericanos. Buenos Aires, Raíces, 1989.
The Faber Book of Contemporary Latin American Short Stories. London, Faber and Faber, 1989.
Cuentos Brasileños Contemporáneos. La Habana, Editorial Arte y Literatura, 1991.
Der Lauf der Sonne in den Gemässigten Zonen. Berlin, Edition Dia, 1991.
A Hammock Beneath the Mangoes: Stories from Latin America. New York, Dutton, '99'.
Fallen die Perlen von Mond. München, Piper, 1992.
Nachdenken über Eine Reise Ohne Ende. Berlin, Babel Verlag, 1994.
Lire en Portugais (Contes). Paris, Le Livre de Poche, 1994.
Brasilien Erzählt. Frankfurt am Main, Fischer, 1994.
Nueva Antología del Cuento Brasileño Contemporaneo. Mexico, Unam, 1996.
Brasil Littéraire. Paris, Liberté, 1996.
Trettí Breh Reky. Praha, Dauphin, 1996.
Contes de Noël Brésiliens. Paris, Albin Michel, 1997.
The Picador Book of Latin American Stories (eds.: Carlos Fuentes & Julio Ortega). London, Picador, 1998.
Here I Am: Contemporary Jewish Stories from Around the World. Philadelphia and Jerusalem, The Jewish Publication Society, 1998.
 
 
Direitos Revertidos
Se eu fosse Rotschild – 1993, L&PM
A condição judaica – 1985, L&PM

Obras em Destaque

  • Histórico de obras

    - 0 - .

    Moacyr Scliar (1937-2011) estreou em livro em 1962, com os contos de Histórias de um médico em formação, seguindo-se Tempo de espera (1964), com Carlos Stein, e O carnaval dos animais (1968). A partir dos anos 70, dividiu-se entre romances - A guerra no Bom Fim (1972), O exército de um homem só (1973), Os deuses de Raquel (1975), (O ciclo das águas) (1977), Mês de cães danados (1977), Doutor Miragem (1978), Os voluntários (1979), O centauro no jardim (1980), A estranha nação de Rafael Mendes (1983), Cenas da vida minúscula (1991), Sonhos tropicais (1992), A majestade do Xingu (1997), A mulher que escreveu a Bíblia (1999); novelas - Cavalos e obeliscos (1981), Max e os felinos (1981), A festa no castelo (1982); Os leopardos de Kafka (2000); contos - Os mistérios de Porto Alegre (1976), A balada do falso Messias (1976), Histórias da terra trêmula (1977), O anão no televisor (1979), O olho enigmático (1986), A orelha de Van Gogh (1989), Contos reunidos (1995), O amante da Madonna (1997); narrativas para crianças e jovens - Memórias de um aprendiz de escritor (1984), No caminho dos sonhos (1988), O tio que flutuava (1988), Introdução à prática amorosa (1988), Os cavalos da república (1989), Uma história só pra mim (1994), Um sonho no caroço do abacate (1995); ensaios - A condição judaica (1985), Do mágico ao social (1987), Cenas médicas (1987), Medicina e literatura (1996), A paixão transformadora (1998); e crônicas - A massagista japonesa (1984), Se eu fosse Rothschild (1993), Dicionário do viajante insólito (1995). Os romances detêm-se sobretudo no processo migratório judaico, mostrando a transição do Velho para o Novo Continente e os problemas decorrentes das dificuldades de adaptação. Os heróis não são os imigrantes que chegaram adultos na América, mas seus filhos, educados no Brasil, mas ainda profundamente envolvidos com a tradição européia e judaica em que se formaram. Recuperando o percurso dos judeus no Brasil, discute tanto a questão étnica, quanto a social. Os protagonistas deparam-se com uma ideologia oficial que não os inclui e que precisam absorver à custa de sofrimento e dilaceração interior. Guedali, que nasceu centauro e se amputa para assumir a forma humana, expressa de modo alegórico o processo vivido pelas personagens características do escritor. O centauro no jardim exemplifica igualmente a maneira como o estilo fantástico concorre para a alegorização. O fantástico reaparece nos contos, de preferência, curtos, aparentados à parábola, gênero de procedência bíblica, de que o escritor se revela usuário contumaz. Criativo ao elaborar histórias breves e exemplares, fértil ao inventar personagens que resumem a condição burguesa e a etnia judaica, Moacyr Scliar renova a ficção brasileira com fecundidade e propostas esteticamente revolucionárias.
     


Sobre a Agência Riff
imagem

Inaugurada em 1991, a Riff representa grandes nomes da literatura brasileira e as principais editoras e agências literárias estrangeiras no Brasil e em Portugal. Saiba mais.




2011 Agência Riff todos os direitos reservados - agenciariff@agenciariff.com.br Guilhotina Design