sábado 16 de dezembro




Sérgio Porto

Sérgio Porto
 
Sérgio começou sua carreira jornalística no final dos anos 40, atuando em publicações como as revistas Sombra e Manchete e os jornais Última Hora, Tribuna da Imprensa e Diário Carioca. Nesse mesmo período Tomás Santa Rosa também atuava em vários jornais e boletins como ilustrador. Foi aí que surgiu o personagem Stanislaw Ponte Preta e suas crônicas satíricas e críticas, uma criação de Sérgio juntamente com Santa Rosa - o primeiro ilustrador do personagem -, inspirado no personagem Serafim Ponte Grande de Oswald de Andrade. Porto também contribuiu com publicações sobre música e escreveu shows musicais para boates, além de compor a música "Samba do Crioulo Doido" para o teatro rebolado.
 
Foi também o criador e produtor do concurso de beleza As Certinhas do Lalau, onde figuravam vedetes de primeira grandeza, como Anilza Leoni, Diana Morel, Rose Rondelli, Maria Pompeo, Irma Alvarez e muitas outras.
 
Conhecedor de Música Popular Brasileira e jazz, ele definia a verdadeira MPB pela sigla MPBB - Música Popular Bem Brasileira. Eraboêmio, de um admirável senso de humor e sua aparência de homem sisudo escondia um intelectual peculiar capaz de fazer piadas corrosivas contra a ditadura militar e o moralismo social vigente, que fazem parte do FEBEAPÁ - Festival de Besteiras que Assola o País, uma de suas maiores criações.
 
 
OBRAS
 
Contos & Crônicas
Bola na Rede e Outros Textos Sobre Futebol - (no prelo), Companhia das Letras
Garoto Linha Dura (208 págs.) - 1964, (nova edição no prelo), Companhia das Letras
Tia Zulmira e Eu (224 págs.) –  1961, 2007, (nova edição no prelo), Companhia das Letrasr
A Casa Demolida (220 págs.) – 2007, (nova edição no prelo), Companhia das Letras
Primo Altamirando e Elas (208 págs.) – 1962, 2008, (nova edição no prelo), Companhia das Letras
Rosamundo e os Outros (224 págs.) – 1963, 2008, (nova edição no prelo), Companhia das Letras
A Carapuça - no prelo, Companhia das Letras
O Melhor de Stanislaw Ponte Preta (368 págs.) – 2011, José Olympio
Dois Amigos e um Chato (152 págs.) –  1985, 2003, 2013, Moderna
O Homem ao Lado - Crônicas (248 págs.) - 2014, Companhia das Letras
Febeapá (486 págs.) - 2006, 2015, Companhia das Letras
Éramos mais unidos aos domingos (168.) - 2015, Companhia das Letras
2006 - Febeapá 1, 2 e 32007 - Tia Zulmira e eu2007 - A casa demolida2008 - A revista do Lalau2009 - Garoto linha dura2008 - Rosamundo e os outros2008 - Primo Altamiro e elas2008 - Máximas da tia ZulmiraO melhor de Stanislaw Ponte Preta2014 - Dois amigos e um chato
2014 O Homem ao lado2015 Febeapá2015 - Éramos mais unidos aos domingos
 
 
Novelas
As Cariocas (164 págs.) – 1967, 2010, (nova edição no prelo), Companhia das Letras
2010 - As Cariocas

 


Obras em Destaque

  • imagem

    As Cariocas

    Agir - 2010 - 164 págs.


Sobre a Agência Riff
imagem

Inaugurada em 1991, a Riff representa grandes nomes da literatura brasileira e as principais editoras e agências literárias estrangeiras no Brasil e em Portugal. Saiba mais.




2011 Agência Riff todos os direitos reservados - agenciariff@agenciariff.com.br Guilhotina Design