sábado 16 de dezembro




José Luiz Passos

José Luiz Passos
 
José Luiz Passos nasceu em Pernambuco em 1971. Sociólogo por formação, doutorou-se em Letras. Morou em São Paulo e ensinou em Berkeley por nove anos. Atualmente é professor de literaturas brasileira e portuguesa na Universidade da Califórnia, em Los Angeles, onde também foi, de 2008 a 2011, diretor do Centro de Estudos Brasileiros.
 
Em 1998, publicou Ruínas de linhas puras, sobre as viagens de Macunaíma e sua relação com Pero Vaz de Caminha e Ulisses, de James Joyce. Em Machado de Assis, o romance com pessoas (2007), interpretou a influência de Shakespeare na composição moral dos narradores e personagens de Machado. No campo da ficção, estreou em 2009 com Nosso grão mais fino, contando a história de dois amantes que imaginam uma relação incestuosa, enquanto assistem à ruína das suas famílias no Nordeste canavieiro. Seu romance mais recente, O sonâmbulo amador (2012), acompanha a vida madura de Jurandir, um pequeno burocrata da indústria têxtil que, às vésperas de se aposentar, é tomado pela necessidade de prestar mais atenção aos sonhos e rever suas amizades: sem jamais querer ser herói de última hora, do confronto entre o amor e a política Jurandir busca apenas encontrar melhor companhia.
 
 

ELOGIOS

“Nosso grão mais fino contraria positivamente a literatura do aqui e agora. Representa na literatura brasileira contemporânea um romance de efetiva modernidade.” Carina Lessa, Jornal do Brasil

“O romance traz um dos suicídios mais espetaculares da literatura brasileira. A cena aparentemente implausível torna-se impecavelmente verdadeira.” Jerônimo Teixeira, VEJA

“A força da narrativa consegue operar uma espécie de aproximação entre Faulkner e João Cabral de Melo Neto.” Ricardo Lísias, Correio Braziliense

“Os momentos de recordação, neste sofisticado autor, pairam fora do tempo, numa construção ficcional de caprichada fatura.” Flávia Cesarino Costa, Valor Econômico

“Linguagem e estilo se colocam em diálogo fértil, com metáforas preciosas, vocabulário rico. Um escritor culto e engenhoso, que tanto se abandona na prosa poética quanto bem controla as camadas de histórias.” Milena Britto, A tarde

 
"Um romance grande, sensível, que reata sim com uma miríade de referências da nossa literatura, mas jamais o faz mediante uma tese pensada e arquitetada. Ao contrário. Quem ousa, firme e teimoso, reinventar a prosa do engenho, revisitar o açúcar que se supunha acabado? Mas, sobretudo, quem é o despudorado a escrever uma prosa poética, a inventar uma voz lírica quase como se a escrita ultrarealista das últimas décadas não tivesse existido?" Pedro Meira Monteiro, Universidade de Princeton
 
“O estilo é fino, as personagens ficam de pé. E a narrativa, já madura para um primeiro romance, lembra ao leitor Osman Lins e Machado de Assis.” Milton Hatoum

“Um livro imponente. Sua escrita evidencia o talento e o capricho de uma inteligência culta e rara.” Francisco J. C. Dantas

“Um belo romance, embrenhado em memória e cheiro de açúcar.”  Pepetela

 
 
OBRAS 
 
Romances
Nosso Grão mais Fino (160  págs.) - 2009, Alfaguara
O Sonâmbulo Amador (272 págs.) - 2012, Alfaguara
O Marechal de Costas (200 págs.) – 2016, Alfaguara
2009 - Nosso grão mais fino2012 O sonâmbulo amador2016 - O Marechal de costas
 
 
Ensaios
Ruínas de Linhas Puras (134  págs.) - 1998, Annablume
Romance com Pessoas: A imaginação em Machado de Assis (400 págs.) - 2007, 2014, Alfaguara
1998 - Ruínas de linhas puras2014 - Machado de Assis: O Romance com Pessoas
 

Obras em Destaque

  • imagem

    O sonâmbulo amador

    Alfaguara - 2012 - 272 págs.

    Dias antes de se aposentar, Jurandir – um pequeno funcionário da indústria têxtil pernambucana – faz uma viagem do interior à capital a fim de resolver um processo trabalhista. Sem motivos aparentes, ele incendeia o carro da empresa e acaba internado em uma clínica psiquiátrica. A pedido de doutor Ênio, Jurandir descreve figuras de seu passado, as suas crises, os sonhos e a rotina de reclusão num dos velhos casarões na cidade de Olinda. No retiro começa seu aprendizado de uma vida vigiada e mais urbana. Na companhia do enfermeiro Ramires, da interna madame Góes e da memória de um amigo de infância, Jurandir descobre a possibilidade de pôr em prática talentos já ensaiados no plano da imaginação. Sua fixação em golpes de heroísmo provoca uma inversão de papéis no momento em que a cidade é tomada pelos acontecimentos políticos do final da década de 1960. Na nova vida deste herói a contragosto, o destino de capa e espada, bem como os desastres amorosos, vêm acompanhados de uma visão ansiosa por justiça e melhor companhia. "O sonâmbulo amador" faz a crônica bem humorada de um protagonista desencantado e humilde, cuja vida oscila entre as imperiosas reformas da amizade e da política.

     

  • imagem

    Nosso grão mais fino

    Alfaguara - 2009 - 160 págs.

    Dois amantes conversam durante encontros nos quais evocam a diluição das próprias famílias. No curso de várias madrugadas, Ana – uma escritora de estórias infantis – reavalia o desaparecimento de seu pai durante uma viagem de zepelim. Ela recebe do amante os detalhes deste acidente que lhes alterou o rumo da vida. Vicente, seu narrador apaixonado, faz das memórias de ambos um palco livre demais. Sua devoção à química de açúcar e à parentela ausente leva-o a transformar pessoas e eventos em um modo de revolver um passado cheio de fúrias. Ele se divide entre o êxtase incestuoso e a dedicação à indústria familiar. Aos poucos Vicente se isola na companhia imaginada de figuras grandiosas, que impõem a Ana um casamento malogrado. Anos após a separação dos amantes, eles ainda se lembrarão do zepelim, de uma caçada falida junto a um irmão rarefeito, do relógio de um tio-avô arcebispo e, afinal, da viagem de volta à usina que primeiro os uniu. Ao longo de quarenta anos, no repasso que Vicente faz da vida, a mistura de comiseração e fantasia surge como a forma mais bruta de se amar à distância.
     


Sobre a Agência Riff
imagem

Inaugurada em 1991, a Riff representa grandes nomes da literatura brasileira e as principais editoras e agências literárias estrangeiras no Brasil e em Portugal. Saiba mais.




2011 Agência Riff todos os direitos reservados - agenciariff@agenciariff.com.br Guilhotina Design