segunda-feira 23 de outubro




Alexandre Vidal Porto

Alexandre Vidal Porto

 

Alexandre Vidal Porto nasceu em São Paulo, em 1965. É diplomata de carreira e mestre em direito pela Universidade de Harvard. Estreiou na literatura com o romance Matias na cidade, publicado pela editora Record, em 2005. Foi blogueiro da revista Bravo!, da Editora Abril, e atualmente é colunista do jornal Folha de São Paulo. Recentemente, teve dois contos incluídos na Antologia de Prosa Contemporânea Brasileira, organizada pela Universidad Autónoma de México (no prelo). Acaba de finalizar seu segundo romance,Sergio Y. vai à América. Vive e trabalha em Tóquio, Japão.

Matias na cidade é o romance de estréia de Alexandre Vidal Porto. Não parece. É um livro que mostra um escritor com um domínio impressionante do seu material. (...) As possibilidades do romance cair nas graças de um público amplo são evidentes. 

Mario Sergio Conti, crítico e editor.

 

“Uma de minhas leituras prazerosas no Ano Velho” 

Milton Hatoum, escritor.

 

“Belo romance!”

 Moacyr Scliar, da Academia Brasileira de Letras.

 

 “A história é muito engenhosa, prendeu minha atenção desde o começo e o final foi surpreendente.”

 Maria Rita Kehl, psicanalista.

 

“Extremamente bem escrito e bem elaborado.”

 Luiz Alberto Py, psicanalista.

 

"A linguagem de Alexandre Vidal Porto envolve o leitor desde a primeira frase, memorável em sua simplicidade e beleza. Matias na cidade é, em suma, uma novela sobre as complexidades do amor, que o autor explora com grande sensibilidade, talento, inteligência e um toque de ternura."

William McPherson, crítico, vencedor do Prêmio Pulitzer e editor fundador do suplemento literário do Washington Post.

 

“Com um suspense sutil que mantém a curiosidade do leitor da primeira à última página do livro,  Alexandre Vidal Porto nos entrega uma estória contemporânea em forma de pesadelo,  onde a insatisfação e o individualismo estão sempre  latentes em uma prosa precisa, direta e, ao mesmo tempo, inquietante.”

Fernando Sáez, Fundação Pablo Neruda, Chile.

 

Sobre Sergio Y. vai à América: 

"Nesta sua segunda investida na ficção, após o apreciável Matias na cidade, Alexandre Vidal Porto  aprofunda suas especulações sobre a destinação que damos à nossa vida, mostrando porque é um dos autores essenciais da literatura contemporânea."

Luiz Ruffato, escritor.



Site do autor: www.alexandrevidalporto.com

 

Confira no link abaixo crítica da Publishers Weekly sobre o livro Sergio Y:
 
 

OBRAS:

Romances
Matias na cidade ( 159 págs.) - 2005, Record

Sergio Y. vai à América (184 págs.) - 2014, Companhia das Letras
2001 - Filandras2014 - Sergio Y. vai à América

Contos & Crônicas
Antología de Prosa Contemporánea Brasileña, Universidad Autónoma de México (no prelo).
 

Edições Estrangeiras
Itália – Sergio Y. vai à América / Sergio Y. va in America / trad. Angela Masotti - (2016), Edizioni E/O
USA – Sergio Y. vai à América / Sergio Y. / trad. Alex Ladd – (2016), Europa Editions
2016 - Sergio Y. vai à América Itália2016 - Sergio Y

 


Obras em Destaque

  • imagem

    Matias na cidade

    Record - 2005 - 159 págs.

     

     

    Matias gostaria de ser fiel a sua mulher, Susana, mas nunca conseguiu. No primeiro ano de casamento, foi para a cama com a secretária de um colega e com uma ex-namorada que encontrou, por acaso, no Aeroporto de Congonhas. Recaiu em tentação inúmeras outras vezes nos anos que se seguiram.” Este é Matias Grappeggia: hipocondríaco, solitário e mulherengo. Um homem comum, que poderia estar nas ruas de qualquer metrópole a caminho do escritório. Casado há vinte e quatro anos, considera sua vida equilibrada. Bem-sucedido, já não tem mais ambições de felicidade pessoal.

     

    Depois de uma aventura sexual com uma desconhecida, Matias Grappeggia dorme por quase trinta horas seguidas. Acorda, sozinho e nauseado, em um quarto de hotel, sem lembrar-se da mulher que o levou à cama na qual despertou. Nos três dias seguintes, este homem vai reviver memórias, observar pessoas e descobrir mais do que gostaria sobre ele mesmo. Na busca inconsciente dessa mulher, atravessa a cidade de São Paulo e conduz o leitor pelos fatos que determinarão sua vida. Nesse percurso, encontrará Salete, uma pessoa de uma realidade ignorada, existente apenas em um desvão de suas fantasias.

     

    Alternando suspense e humor, lirismo e tensão, Matias na cidade prende o leitor desde a primeira página. Em estilo claro e direto, Alexandre Vidal Porto narra as impossibilidades e contradições entre um homem, uma mulher e um casamento. Com ironia e sensibilidade, deixa claro que mesmo as superfícies mais plácidas podem ocultar impulsos turbulentos e indomesticáveis. O autor constrói, com ritmo vigoroso e linguagem forte, uma pequena tragédia burguesa sem chances de fuga.


Sobre a Agência Riff
imagem

Inaugurada em 1991, a Riff representa grandes nomes da literatura brasileira e as principais editoras e agências literárias estrangeiras no Brasil e em Portugal. Saiba mais.




2011 Agência Riff todos os direitos reservados - agenciariff@agenciariff.com.br Guilhotina Design