Tiago Ferro

Sobre o autor

Tiago Ferro nasceu em São Paulo, em 1976. Editor e escritor, é um dos fundadores da editora de livros digitais e-galáxia e da revista de ensaios Peixe-elétrico. Colabora regularmente com textos sobre cultura para importantes veículos, como as revistas Piauí, Cult, 451, Blog do IMS e Suplemento Pernambuco.

Mestre em História Social pela Universidade de São Paulo, atualmente pesquisa a obra do crítico literário Roberto Schwarz no programa de Doutorado da mesma universidade. O pai da menina morta é seu romance de estreia e foi publicado em 2018 pela Todavia.

 


 

Citações

“O texto, um milagre, um gozo, uma luz que cega. Esse livro foi o único que li até hoje que conseguiu tocar o ponto G da fala. Aquele lugar mínimo, escondido, onde vida e sexo encontram a morte. Estou perplexa. Encantada.”
Heloisa Buarque de Holanda, crítica literária e escritora, sobre O pai da menina morta (Todavia)

“’O pai da menina morta’, de Tiago Ferro, é tão mais do que boa literatura. É um salto sem paraquedas na vida.”
Dorrit Harazim, jornalista, sobre O pai da menina morta (Todavia)

“O tamanho do drama e a impossibilidade de entendê-lo, de colocá-lo em palavras, cria também no leitor uma espécie de nó na garganta, do início ao fim.”
Pedro Meira Monteiro, Universidade de Princeton, sobre O pai da menina morta (Todavia)

“Um romance, e belo romance, pelo que tem de áspero e intratável.”
Revista Veja sobre O pai da menina morta (Todavia)

“No meio de tudo há uma densidade de pensamento sobre a morte que tem a ver com filosofia e com a verdade de quem está inelutavelmente vivo.”
Beatriz Bracher, escritora, sobre O pai da menina morta (Todavia)

 


 

Leia mais

Vídeo com Ricardo Araújo Pereira no Folio, Portugal:


Share

Vídeos

  • O pai da menina morta
    Romance
    176 págs, 2018, Todavia.