Genêro do Autor: Infantil e Juvenil

Sueli Carneiro

2 de setembro de 2020

Sobre a autora

Nascida em 1950 na capital paulista, onde ainda reside, Sueli Carneiro é uma das principais vozes contemporâneas do Brasil na luta pela igualdade racial e pelo direito das mulheres. Filósofa, doutora em Educação pela Universidade de São Paulo, é coordenadora-executiva do Geledés Instituto da Mulher Negra e editora do Portal Geledés, além de fellow da Ashoka Empreendedores Sociais. Por sua importante contribuição social, recebeu inúmeras distinções dentro e fora do país, com destaque para o Prêmio Direitos Humanos da República Francesa, o Prêmio Benedito Galvão, da Ordem dos Advogados do Brasil, e o Bertha Lutz, concedido pelo Senado Federal.

Sueli é também integrante do Conselho Curador da Fundação Tide Setubal, do Conselho Deliberativo do Fundo Baobá para a Equidade Racial, do Conselho Deliberativo da Conectas Direitos Humanos e da Anistia Internacional Brasil. É autora de diversos artigos sobre as questões de gênero, raça e direitos humanos em publicações nacionais e internacionais. “Escritos de uma vida” (Pólen Livros), obra lançada em 2018 com prefácio de Conceição Evaristo e apresentação de Djamila Ribeiro, é seu livro mais recente e reúne uma seleção de artigos publicados ao longo de sua trajetória que refletem sobre a necessidade de se pensar novos marcos civilizatórios.

É também autora de “Racismo, sexismo e desigualdade no Brasil: Consciência em Debate” (Editora Selo Negro), que engloba inúmeros artigos publicados na imprensa brasileira entre 2001 e 2010. A obra, publicada dentro da Coleção Consciência em Debate, reflete criticamente a sociedade brasileira, explicitando de forma contundente como o racismo e o sexismo têm estruturado as relações sociais, políticas e de gênero.

 


Citações

“Impossível falar de militância feminista e antirracista no Brasil sem fazer referência, e prestar reverência, a Sueli.”
Bianca Santana, escritora e jornalista, sobre Sueli Carneiro

“Simplesmente não teria chegado aonde cheguei se não fosse por Sueli Carneiro, que completou 70 anos no dia 24 de junho [de 2020].”
Djamila Ribeiro, filósofa e escritora, sobre Sueli Carneiro

“A obra de Sueli Carneiro como fonte de produção científica e intelectual, e também de ação política feminista, é um instrumento de transformação social profunda. Sueli Carneiro reflete sobre o mundo.”
Juliana Borges, escritora e colunista da revista Cláudia, sobre Sueli Carneiro

 


Leia mais

Entrevista de Sueli Carneiro para o podcast da Folha de S. Paulo

Entrevista de Sueli Carneiro para a revista Marie Claire

Entrevista de Sueli Carneiro para a revista Cult

Djamila Ribeiro indica na revista Marie Claire a leitura de Escritos de uma vida (Pólen)

Coluna da Revista Cláudia sobre Sueli Carneiro

 

Nara Vidal

12 de abril de 2020

Sobre a autora

A escritora Nara Vidal nasceu na cidade mineira de Guarani e é formada em Letras pela UFRJ, com Mestrado em Artes e Herança Cultural pela London Met University. A autora foi a única brasileira entre as premiadas pelo Oceanos 2019. Residindo atualmente na Inglaterra, Vidal alcançou o terceiro lugar da premiação pela publicação de “Sorte”, seu primeiro romance editado pela Moinhos, pequena casa editorial portuguesa.

Em parceria com a University College London, a escritora é uma das fundadoras do Brazilian Translation Club e mantém uma livraria online especializada em literatura brasileira contemporânea, a Capitolina Books. Por três vezes, ganhou o Brazilian Press Awards na categoria Literatura, prêmio que elege os destaques da cultura brasileira no Reino Unido.

Autora de livros juvenis e de dois volumes de contos, a escritora levou seis anos para escrever sua primeira ficção longa. Após uma extensa pesquisa, construiu em breves 100 páginas a história de Margareth, uma pobre irlandesa que emigra para o Brasil e se torna amiga de Mariava, uma escrava.

 


Citações

“’Sorte’ tem uma linguagem austera, reduzida ao osso da palavra.”
Daniel Jonas, jurado do Prêmio Oceanos e poeta português, sobre “Sorte” (Moinhos)

 “‘Sorte’ aborda a imigração para o Brasil no século 19 e a degradação da mulher em um ambiente marcado pela escravidão e pelo racismo.”
Brazilian Publishers sobre “Sorte” (Moinhos)

 


Leia mais

Perfil da revista Época sobre Nara Vidal

Matéria da Folha de S. Paulo sobre as vencedoras do Prêmio Oceanos de Literatura 2019

Entrevista de Nara Vidal sobre “Sorte” (Intrínseca) para o jornal O Tempo

Entrevista de Nara Vidal para o site Ambrosia