10 de novembro de 2013

Amanhã não tem ninguém

Um adolescente perdido em meio ao funeral do avô; um homem que escapa de um AVC, mas é pego de surpresa pela morte da mulher; uma mulher que não consegue se comunicar com o filho, preso num jogo de videogame em looping. Estes são alguns dos personagens de ‘Amanhã não tem ninguém’. Costurando as histórias de seis personagens diferentes entre si, mas que carregam consigo o peso da finitude e da incomunicabilidade, o autor constrói, através de um jogo narrativo, um romance sobre a solidão.


Share

Outras Notícias

O legado de Oswald de Andrade

Por Felipe Maciel Oswald de Andrade se propôs a mudar o […]

leia mais
Primeira lista de finalistas do Jabuti 2020

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) anunciou no último dia 21 […]

leia mais
Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Luis Fernando Verissimo: […]

leia mais