31 de outubro de 2007

Antonio

O protagonista Benjamim, na iminência de ser pai, descobre um segredo familiar e decide saber dos envolvidos como foi que tudo aconteceu. Três deles – a avó, Isabel; Haroldo, amigo de seu avô; e Raul, amigo de seu pai – lhe contarão suas versões dos fatos, e é recolhendo esses cacos de memórias alheias que Benjamim montará o quebra-cabeças da história de sua família. Narrativa polifônica, em que cada capítulo dá voz a um dos três narradores-personagens, é possível associá-la ao William Faulkner de Enquanto agonizo, mas também ao Lúcio Cardoso de Crônica da casa assassinada.
Um dos méritos do livro está na enorme capacidade de Beatriz de articular o geral e o particular, o individual e o histórico, construindo personagens ao mesmo tempo únicos e claramente identificáveis em seu contexto social. Romance instigante que, como observa o escritor Rodrigo Lacerda, coloca protagonista e leitores “curiosamente, na mesma condição: a de ouvintes emocionados”.

Share

Outras Notícias

Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Luis Fernando Verissimo: […]

leia mais
Uma vibração de claridade impiedosa

Por Moacyr Godoy Moreira* (Resenha de Em Plena Luz, de Tércia […]

leia mais
Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Noemi Jaffe: Em […]

leia mais