5 de novembro de 2003

Criação sem pistolão

Depois da Revolução Industrial, o mundo assistiu ao lançamento da geladeira, do automóvel, do liquidificador, do creme dental, da margarina e de outros milhares de produtos, que passaram a ser vendidos em larga escala. Como tudo era novidade, bastava mostrar o produto, dizer para que ele servia e pronto – as pessoas iam comprar. Por isso os anúncios eram óbvios, diretos, sem criatividade. Essa situação começou a mudar na segunda metade do século XX, quando foram surgindo concorrentes no mercado. Daí a necessidade da propaganda criativa – para ganhar a preferência do consumidor, diferenciar os produtos e construir a imagem das marcas. Criação sem pistolão esclarece como o mercado publicitário funciona e quem têm perfil para trabalhar nele, em capítulos como: Por que existe a propaganda criativa?, Brevíssima História da Propaganda Brasileira, Você tem talento?, Você tem perfil para trabalhar em criação?, O processo criativo, Como se comportar na entrevista, Depois de contratado e Dentro da agência, entre outros.


Share

Outras Notícias

Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Luis Fernando Verissimo: […]

leia mais
Uma vibração de claridade impiedosa

Por Moacyr Godoy Moreira* (Resenha de Em Plena Luz, de Tércia […]

leia mais
Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Noemi Jaffe: Em […]

leia mais