23 de novembro de 2005

O mundo tem medo da China? Nós também

A China faz o mundo tremer. Seu vertiginoso crescimento econômico, sua gigantesca população, sua fome por bens e serviços de todos os tipos e de todas as origens, sua notável capacidade de transformar-se, sua crescente e às vezes intimidadora presença no cenário político e econômico internacional, as expectativas, as esperanças, as paixões e os temores que gera tornam-na um dos fenômenos mais espetaculares e, ao mesmo tempo, mais intrigantes do mundo contemporâneo. Já foi o maior império da Terra. Mas por muito tempo teve seu brilho ofuscado por outras potências, mesmo da Ásia. Quando despertou novamente, ela o fez de modo assombroso. Poucas vezes se viu uma nação de dimensões como as da China crescer tão depressa e durante tanto tempo. Mas a China também invade mercados de outros países, afastando concorrentes com a mesma falta de cerimônia que se observa nos grandes aglomerados urbanos do país. Ameaça-os e por vezes os esmaga com sua imbatível competitividade em setores diversos e cada vez mais numerosos. De aliado inseparável pode transformar-se em adversário quando seus interesses, apenas seus interesses, assim recomendam. De tanto crescer, e de modo tão rápido, pode ver-se obrigada a parar de maneira abrupta. O que acontecerá então com o gigante? E com o resto do mundo? É um enigma sobre o qual este livro lança luzes.


Share

Outras Notícias

Para celebrar Carlos Drummond de Andrade

Por Felipe Maciel Inspirado em iniciativas como o Bloomsday, que celebra […]

leia mais
Marcela Dantés vasculha silêncios em seu primeiro romance

Por Felipe Maciel “Mulher é encontrada mumificada em apartamento cinco anos […]

leia mais
O legado de Oswald de Andrade

Por Felipe Maciel Oswald de Andrade se propôs a mudar o […]

leia mais