4 de outubro de 2018

Vou crescer assim mesmo

Todo mundo foi criança um dia. Mas nem todo mundo fez desse tempo poesia, como Carlos Drummond de Andrade. Nos poemas reunidos neste livro, Drummond fala sobre a infância de um jeito que só os artistas sabem fazer – e é impossível não se identificar. Quem é que nunca levou uma bronca do pai, comeu jabuticabas do pé, ouviu a pergunta “o que você vai ser quando crescer”?
Este livro faz parte da coleção Lembrete, que procura despertar o gosto pela leitura com omelhor da literatura brasileira, em seleções pensadas para o público entre 9 e 13 anos. Uma leitura para as crianças que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer os textos do nosso grande poeta e para todos aqueles que desejam revisitar a infância através de um olhar especial.

Share

Outras Notícias

Para celebrar Carlos Drummond de Andrade

Por Felipe Maciel Inspirado em iniciativas como o Bloomsday, que celebra […]

leia mais
Marcela Dantés vasculha silêncios em seu primeiro romance

Por Felipe Maciel “Mulher é encontrada mumificada em apartamento cinco anos […]

leia mais
O legado de Oswald de Andrade

Por Felipe Maciel Oswald de Andrade se propôs a mudar o […]

leia mais