Adriana Carranca

Sobre a autora

Adriana Carranca é uma escritora e jornalista premiada, especializada na cobertura de conflitos, crises humanitárias e direitos humanos, com olhar especial sobre a condição das mulheres. Foi colunista dos jornais O Estado de S. Paulo e O Globo, além de ter sido enviada como repórter para coberturas especiais, como as guerras do Iraque e da Síria. Suas reportagens foram publicadas por revistas internacionais como a americana Foreign Policy e a edição francesa da Slate. É autora do infantil Malala, a menina que queria ir para a escola (Companhia das Letrinhas) e de outros dois livros: O Irã sob o chador (Ed. Globo), como coautora, e O Afeganistão depois do Talibã (Civilização Brasileira).

Como repórter, cobriu extensamente a guerra no Afeganistão e Paquistão, onde esteve em diferentes estágios do conflito, entre os quais quando o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, foi morto. Na Indonésia, foi a única jornalista a entrevistar os integrantes do Jemah Islamiyah, filial da Al-Qaeda na Ásia, condenados pelo atentado em Bali que deixou mais de 200 mortos. Acompanhou de perto alguns dos conflitos mais sangrentos da África, como as guerras na República Democrática do Congo, Sudão do Sul e Uganda.

Foi correspondente na ONU, em Nova York, como fellow do Dag Hammarskjöld Fund for Journalists. Em 2012, passou uma temporada como pesquisadora convidada do Instituto Reuters para Estudos de Jornalismo, na Universidade de Oxford. No ano seguinte, integrou o Projeto de Jornalismo Internacional da Universidade Johns Hopkins, de Washington. É formada em Jornalismo e tem Mestrado em Políticas Sociais e Desenvolvimento pela London School of Economics (LSE).

 


Citações

“Além de apresentar uma narrativa verídica, quase um conto de fadas às avessas, em que a personagem principal não quer casar, mas sim estudar, a jornalista Adriana Carranca, repórter especial do Estado, traz para crianças e adolescentes um gênero até então usado apenas na literatura adulta: o livro-reportagem.”
Estadão, sobre Malala, a menina que queria ir para a escola (Companhia das Letrinhas)

 “Um recente e belíssimo livro para jovens escrito por Adriana Carranca e ilustrado por Bruna Assis Brasil, editado pela Companhia das Letrinhas, conta a história de Malala de um jeito simples. A autora esteve no Vale de Swat para conhecer o ambiente, os familiares e as pessoas próximas à jovem. O título desse livro já é em si um primor: ‘Malala a menina que queria ir para a escola’.”
Portal G1, sobre Malala, a menina que queria ir para a escola (Companhia das Letrinhas)

 


Leia mais

Entrevista de Adriana Carranca para o Roda Viva (TV Cultura)

Entrevista de Adriana Carranca para o Programa do Jô sobre O Afeganistão depois do Talibã (Civilização Brasileira)

Entrevista de Adriana Carranca para a revista TPM sobre O Afeganistão depois do Talibã (Civilização Brasileira)


Share

Vídeos

  • Malala, a menina que queria ir para a escola
    Infantil e Juvenil
    96 págs, 2015, Companhia das Letrinhas.
  • O Afeganistão depois do Talibã
    Estudos sociais, Política e Cultura
    258 págs, 2011, Civilização Brasileira.
  • O Irã sob o chador: duas brasileiras no país dos aiatolás
    Estudos sociais, Política e Cultura
    248 págs, 2010, Globo.
  • Endereços curiosos de Nova York
    Guias
    240 págs, 2003, Panda.