Flávio Izhaki

Sobre o autor

Carioca nascido em 1979, Flávio Izhaki é autor de três romances: De cabeça baixa (Guarda-chuva, 2008), Amanhã não tem ninguém (Rocco, 2013) – eleito pelos jornais O Globo e Estado de S. Paulo como um dos melhores romances brasileiros do ano – e Tentativas de capturar o ar (Rocco, 2016). Como contista, participou de diversas antologias, entre elas Prosas Cariocas (Casa da Palavra, 2004), Primos – histórias da herança árabe e judaica (Record, 2010) e Wir sind bereit (Lettrétage, 2013),  a última delas lançada em alemão por ocasião da Feira de Frankfurt em 2013.

 


 

Citações

“Com esse romance, que se realiza muito bem em seu projeto de irrealização, Flávio Izhaki – autor de dois outros livros não menos interessantes– vem evidenciar, mais uma vez, o seu traço de singularidade no cenário da literatura brasileira atual.”
Maria Esther Maciel na resenha sobre Tentativas de capturar o ar (Rocco) para a Folha de S. Paulo

“O segundo romance de Izhaki, ‘Amanhã não tem ninguém’’ (Rocco, 2013), narrava a história de uma família pequeno-burguesa carioca de origem judaica, numa construção narrativa complexa e com variedade de pontos de vista sobre os acontecimentos cotidianos de personagens de várias gerações. Neste novo, também se destaca a habilidade na construção de uma estrutura narrativa elíptica e fragmentada, conduzida numa linguagem direta e coloquial, sem entraves à compreensão nem experimentos sintáticos próprios da escrita modernista.”
Karl Erik Schøllhammer, professor do Departamento de Letras da PUC-Rio, sobre Tentativas de capturar o ar (Rocco) para O Globo

“’Amanhã não tem ninguém’ demonstra um amadurecimento extraordinário. No texto, as pontas do labirinto se atam com maestria, num dos mais impactantes romances brasileiros deste ano.”
O Estado de S. Paulo, sobre Amanhã não tem ninguém (Rocco)

“’De cabeça baixa’, primeiro romance de Flávio Izhaki, mostra tal amadurecimento de linguagem que é facilmente entendível que o autor esteja sendo considerado uma promessa entre os jovens autores brasileiros.”
O Globo, sobre De cabeça baixa (Guarda-chuva)

 


 

Leia mais

Crítica: Flávio Izhaki faz investigação ‘policial’ do próprio romance, jornal O Globo


Share

Vídeos

  • Tentativas de Capturar o ar
    Romance
    224 págs, 2016, Rocco.
  • Amanhã não tem ninguém
    Romance
    200 págs, 2013, Rocco.
  • De cabeça baixa
    Romance
    186 págs, 2008, Guarda-chuva.