15 de novembro de 1998

Gula: O Clube dos Anjos

Um grupo de amigos que se reúne para celebrar os prazeres e os perigos da gula. Para eles, a ameaça da morte é uma inspiração para viver. A trama é macabra, temperada de humor, recheada de personagens sedutores, fatiada entre a paella e o picadinho, com alma de botequim ou de vinho fino, absolutamente compulsiva, como diz o próprio narrador: “Não é todo dia que se quer ver um pastoso Van Gogh ou ouvir uma crocante fuga de Bach, ou amar uma suculenta mulher, mas todos os dias se quer comer, a fome é o desejo reincidente, é o único desejo reincidente, pois a visão acaba, a audição acaba, o sexo acaba, o poder acaba mas a fome continua, e se um fastio de Ravel é para sempre, um fastio de pastel não dura um dia”.
Neste livro da coleção Plenos Pecados, da editora Objetiva, a surpresa, especialidade do chef, abre no leitor um apetite sem fim.

Share

Outras Notícias

Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Luis Fernando Verissimo: […]

leia mais
Uma vibração de claridade impiedosa

Por Moacyr Godoy Moreira* (Resenha de Em Plena Luz, de Tércia […]

leia mais
Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Noemi Jaffe: Em […]

leia mais