19 de novembro de 2010

Minha Guerra Alheia

Nesse comovente livro de memórias – ora dramáticas, ora singelas, ora históricas, ora emotivas – Marina Colasanti retrata a guerra vista pelos olhos de uma criança. O livro começa com o casamento de seus pais, passa pela África e vai até a vinda de sua família da Itália para o Brasil. A autora ressalta as lembranças que têm da força interior de mulheres ao seu redor, como a mãe e a babá, que conservaram a cabeça erguida nas circunstâncias mais duras.
Seu pai, alegre e generoso, era guerreiro voluntário. Logo no início, Marina se pergunta de onde vinha essa paixão dele. “Se de uma visão romântica da Guerra, se de pura paixão por aventura, ou se de uma violência interior que só em batalha aflorava”, escreve. A autora transforma esses pensamentos e as consequências do conflito na vida familiar em alta literatura.

Share

Outras Notícias

O legado de Oswald de Andrade

Por Felipe Maciel Oswald de Andrade se propôs a mudar o […]

leia mais
Primeira lista de finalistas do Jabuti 2020

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) anunciou no último dia 21 […]

leia mais
Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Luis Fernando Verissimo: […]

leia mais