2 de maio de 2020

Agência Riff recebe novos autores


Por Felipe Maciel

O ano de 2020 começou na Agência Riff com as boas-vindas a quatro novos autores nacionais nos segmentos da ficção e da não ficção. Filipe Vilicic, Paula Gicovate, Maria Ribeiro e Nara Vidal fazem, agora, parte do elenco de autores representados pela agência.

Residindo na Inglaterra e única brasileira entre as premiadas pelo Oceanos 2019, a escritora e jornalista Nara Vidal alcançou o terceiro lugar da premiação com a publicação de Sorte, seu primeiro romance editado pela Moinhos, pequena casa editorial mineira. Autora de livros juvenis e de dois volumes de contos, Nara levou seis anos para concluir sua primeira ficção longa. Após uma extensa pesquisa, construiu em breves 100 páginas a história de Margareth, uma pobre irlandesa que emigra para o Brasil e se torna amiga de Mariava, uma escrava.

Em parceria com a University College London, a escritora é uma das fundadoras do Brazilian Translation Club e mantém uma livraria online especializada em literatura brasileira contemporânea, a Capitolina Books. Por três vezes, ganhou o Brazilian Press Awards na categoria Literatura, distinção que elege os destaques da cultura brasileira no Reino Unido.

“O agente literário ainda é algo raro no Brasil, o que reflete o quanto ainda precisamos nos profissionalizar. As artes e todo o trabalho criativo feito com e pela cultura ainda são vistos e notados, tantas vezes, de forma amadora, apesar de toda a paixão, afinco e dedicação que exigem. Estar sob o cuidado da Agência Riff é uma alegria por toda a sua história e dedicação à profissionalização de autores no país.”, comemorou Nara.

No mesma direção, a roteirista e escritora Paula, a mais jovem entre os novos agenciados, ressalta a segurança que o papel do agente literário traz ao escritor. “Estar na Agência Riff é uma alegria. É maravilhoso saber que estou em uma casa cuidada por pessoas com tanta paixão pela literatura, que trabalham para que o autor possa fazer o seu melhor – contar histórias”, explica.

Autora de Este é um livro sobre amor, sua terceira incursão literária e primeiro romance, Paula teve seu último livro traduzido na Espanha, e aguarda a adaptação da obra para o cinema em projeto capitaneado por Maria Ribeiro, com direção Vera Egito. Para a televisão, elaborou os roteiros de programas como Esquenta e Melhores anos das nossas vidas, para a TV Globo, Desnude, para o GNT, além de ter sido a criadora da série Só garotas, do Multishow.

Ex-editor da revista Veja e autor de quatro livros de não ficção, o escritor e jornalista especializado em tecnologia e ciência Filipe Vilicic analisou em seus títulos mais recentes o impacto das novas mídias na maneira como a sociedade consome notícias. Para escrever O clube dos Youtubers (Editora Gutenberg), apurou os bastidores do trabalho e da vida dos influenciadores digitais, revelando como os youtubers tornaram-se formadores de opinião de imenso alcance. Já em O clique de 1 bilhão de dólares, lançado pela Intrínseca, contou a história do Instagram, cocriado pelo brasileiro Michel “Mike” Krieger, alcançando a lista de mais vendidos em não ficção. 

“Soube da agência quando ainda era adolescente. Sonhei desde cedo em ser escritor e jornalista, embalado por leituras de Clarice Lispector, Hunter S. Thompson, Gay Talese e Guimarães Rosa. Em pesquisas, achei o trabalho da Riff e me apaixonei. A vida, em seus mistérios, levou o sonho a se concretizar. Melhor ainda é que quando conheci Lucia Riff, o santo logo bateu.”, recorda Filipe que prepara atualmente dois livros inéditos, um de ficção e o outro de não ficção. 

E, fechando o time de novos autores da agência, a atriz, diretora e escritora Maria Ribeiro. Formada em jornalismo, Ribeiro logo enveredou com trabalhos marcantes para o teatro, o cinema e a televisão. Na literatura, publicou em 2017 pela Editora Planeta Tudo que eu sempre quis dizer, mas só consegui escrevendo. Pouco depois, se uniu aos jornalistas Xico Sá e Gregório Duvivier para, juntos, lançarem Crônicas para ler em qualquer lugar (Todavia), que reúne dezenas de textos dos três escritores, parte deles já publicados, outros tantos inéditos.

Em 2017, foi protagonista do longa-metragem Como nossos pais, de Laís Bodansky, pelo qual conquistou o prêmio de melhor atriz no Festival de Gramado. Além de uma filmografia de peso, que inclui Tropa de elite 1 e 2, é também diretora dos documentários Domingos e Los Hermanos: Esse É só o começo do fim da nossa vida.

“Estou muito feliz de estar nessa casa e fazer parte dessa turma de escritores incríveis. Espero que esteja à altura de tanta gente boa que admiro.”, afirma, com modéstia, Maria Ribeiro.


Share

Outras Notícias

O legado de Oswald de Andrade

Por Felipe Maciel Oswald de Andrade se propôs a mudar o […]

leia mais
Primeira lista de finalistas do Jabuti 2020

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) anunciou no último dia 21 […]

leia mais
Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Luis Fernando Verissimo: […]

leia mais