29 de junho de 2018

Beatriz Bracher vence Prêmio Rio de Literatura

O Prêmio Rio de Literatura anunciou nesta quarta-feira, 29, os seus vencedores. Beatriz Bracher conquistou o prêmio na categoria Ficção, com o livro Anatomia do Paraíso, publicado pela Editora 34.
O livro traz a história de um jovem estudante de classe média que escreve uma dissertação de mestrado sobre o Paraíso perdido (1667), poema épico de John Milton que narra a queda do homem e a expulsão de Adão e Eva do Paraíso. A história se desenvolve simultaneamente em vários planos: o dia a dia do estudante, Félix; suas reflexões sobre a obra de Milton; a dura vida de Vanda, vizinha de Félix, que se divide entre trabalho, estudo e os cuidados com a irmã mais nova; e o delicado processo de amadurecimento desta última, a adolescente Maria Joana. Narrativa densa, por vezes vertiginosa, e de alta carga dramática, na medida em que as trajetórias dos personagens vão se cruzando e os temas do Paraíso perdido – sexo, violência, pecado, culpa, traição, morte e redenção – ganham vida nas experiências de cada um.
Antonio Arnoni Prado na categoria Ensaio e Izabela Guerra Leal foi a vencedora da terceira categoria, dedicada a premiar trabalho inédito de autor fluminense estreante. O prêmio também reconheceu, com uma menção honrosa, o livro Amores Monstruosos de Clara Ferrer.
A organização é da Fundação Cesgranrio e Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro.
Saiba mais:

Share

Outras Notícias

Para celebrar Carlos Drummond de Andrade

Por Felipe Maciel Inspirado em iniciativas como o Bloomsday, que celebra […]

leia mais
Marcela Dantés vasculha silêncios em seu primeiro romance

Por Felipe Maciel “Mulher é encontrada mumificada em apartamento cinco anos […]

leia mais
O legado de Oswald de Andrade

Por Felipe Maciel Oswald de Andrade se propôs a mudar o […]

leia mais