12 de novembro de 2011

Amores Mínimos

O amor em todas as suas vertentes, entre pais e filhos, irmãos, amantes, amigos é o tema deste livro de contos. Em Amores Mínimos, Carrascoza procura aproximar sua prosa à poesia, e assim dissecar o sentimento que surge em qualquer fase da existência. Há a ternura, compaixão e a certeza de que as coisas pequenas, quase esquecíveis do cotidiano, são as que fazem a grandeza da vida.

Ler estes contos é como receber uma saraivada de pequenas jóias. Trata-se de obras-primas minimalistas, construídas com imagens intrigantes, que metaforizam o cotidiano numa sucessão frenética de transfigurações. O terreno eleito por João Anzanello Carrascoza é o cotidiano das relações mais óbvias, em geral ao redor do núcleo familiar, e não raro perversas. Embaralham-se encontros, desencontros, chegadas e partidas – muitas vezes apenas pressentidos. São amores tão mínimos que um conto pode compor-se de uma única linha, quase um haicai.


Share

Outras Notícias

Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Luis Fernando Verissimo: […]

leia mais
Uma vibração de claridade impiedosa

Por Moacyr Godoy Moreira* (Resenha de Em Plena Luz, de Tércia […]

leia mais
Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Noemi Jaffe: Em […]

leia mais