15 de novembro de 2015

As Mentiras que os Homens Contam

Mentir. Começa na infância. A primeira vítima é a mãe. Depois vêm as namoradas, a esposa, a sogra, a amante, os amigos, o chefe. E se torna um comportamento compulsivo. Muitas vezes lançamos mão delas para evitar algum tipo de constrangimento ou para escapar de broncas, outras pela terrível necessidade de não magoar os outros, ou até mesmo por mera brincadeira. Não tem como escapar – as mentiras vão sempre estar presentes no cotidiano do ser humano. E se muitas vezes são mentiras inocentes, sem maiores conseqüências, em outras situações elas assumem dimensões gravíssimas e podem levar a um desfecho trágico. Mas, quando se trata de histórias de Luis Fernando Verissimo, é para – de verdade – deitar e rolar de rir desse arsenal de fraudes que utilizamos diariamente.
As Mentiras que os Homens Contam – que esteve na lista de “mais vendidos” da revista Veja por mais de 115 semanas – reúne 41 crônicas garimpadas em várias publicações do autor, algumas inéditas em livro. Na voz do ator e humorista Bruno Mazzeo, ganhou formato de audiolivro em 2008.

Share

Outras Notícias

Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Luis Fernando Verissimo: […]

leia mais
Uma vibração de claridade impiedosa

Por Moacyr Godoy Moreira* (Resenha de Em Plena Luz, de Tércia […]

leia mais
Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Noemi Jaffe: Em […]

leia mais