25 de novembro de 2018

Elza, a garota

Molina é um jornalista que, aos 43 anos, toma a decisão de se dedicar exclusivamente a ser escritor. Na busca por uma história que valha a pena ser contada, ele conhece Xerxes, que lhe narra sua paixão por uma menina chamada Elza, em meio à Intentona Comunista, quando Luís Carlos Prestes quis tomar o poder e foi derrotado. A história de amor, no entanto, jamais foi consumada: Elza foi assassinada por seus companheiros do Partido Comunista. O corpo foi encontrado em 1940, enterrado no quintal de uma casa de subúrbio, na capital fluminense. O partido a estrangulou sem convicção?
Sérgio Rodrigues mistura literatura e reportagem para criar um romance original e envolvente. O livro tem pontos de contato com Soldados de Salamina, ótimo romance de Javier Cercas sobre a Guerra Civil Espanhola. “Este livro me ajudou principalmente a ter coragem de misturar pesquisa e ficção com mais ousadia do que se costuma ter num romance histórico convencional”, diz o autor.
 “Um livro indispensável”
Zuenir Ventura
“Numa abordagem ficcional, o jornalista recupera detalhes obscuros de um dos principais momentos da história política do país”
Jornal do Brasil

Share

Outras Notícias

Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Luis Fernando Verissimo: […]

leia mais
Uma vibração de claridade impiedosa

Por Moacyr Godoy Moreira* (Resenha de Em Plena Luz, de Tércia […]

leia mais
Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Noemi Jaffe: Em […]

leia mais