29 de outubro de 2013

Nu de botas

Em Nu, de botas, Antonio Prata revisita as passagens mais marcantes de sua infância. As memórias são iluminações sobre os primeiros anos de vida do autor, narradas com a precisão e o humor a que seus milhares de leitores já se habituaram na Folha de S.Paulo, jornal em que Prata escreve semanalmente desde 2010. As primeiras lembranças no quintal de casa, os amigos da vila, as férias na praia, o divórcio dos pais, o cometa Halley, Bozo e os desenhos animados da tevê, a primeira paixão, o sexo descoberto nas revistas pornográficas – toda a educação sentimental de um paulistano de classe média nascido nos anos 1970 aparece em Nu, de botas.


Share

Outras Notícias

Para celebrar Carlos Drummond de Andrade

Por Felipe Maciel Inspirado em iniciativas como o Bloomsday, que celebra […]

leia mais
Marcela Dantés vasculha silêncios em seu primeiro romance

Por Felipe Maciel “Mulher é encontrada mumificada em apartamento cinco anos […]

leia mais
O legado de Oswald de Andrade

Por Felipe Maciel Oswald de Andrade se propôs a mudar o […]

leia mais