28 de novembro de 2016

O amor nos tempos do ouro

Brasil, fim do século XVIII – uma jovem franco-portuguesa, órfã, mas muito rica, desembarca no Rio de Janeiro, depois de longa viagem iniciada em Lisboa. Durante o trajeto, Cécile Lavigne, devastada pela morte inesperada dos pais e irmãos, confessa a um missionário todo seu infortúnio, que inclui um casamento arranjado com abastado fazendeiro – além de velho e mesquinho – das longínquas Minas Gerais. No Rio, ela se hospeda na casa do tio, único parente vivo, pessoa de grande confiança do rei. Lá, tenta convencê-lo a cancelar o casamento, e ele, temendo que a sobrinha fuja, resolve apressar as coisas, entrando em contato com o noivo, que envia um homem de sua confiança para acompanhar Cécile até a fazenda onde vive.

Entra em cena o aventureiro Fernão Lopes da Costa; sua missão é entregar Cécile ao fazendeiro para depois viver livremente, longe de Vila Rica e da sedução do ouro abundante. Os planos de Fernão mostram-se impossíveis quando ele percebe que, por trás da altiva moça francesa, há um espírito idealista, capaz de feitos inimagináveis em prol de objetivos maiores do que a própria liberdade. Ambientado no auge do ciclo mineiro brasileiro, O AMOR NOS TEMPOS DO OURO mistura ficção e história, aventura e romance.


Share

Outras Notícias

Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Luis Fernando Verissimo: […]

leia mais
Uma vibração de claridade impiedosa

Por Moacyr Godoy Moreira* (Resenha de Em Plena Luz, de Tércia […]

leia mais
Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Noemi Jaffe: Em […]

leia mais