17 de dezembro de 2020

Os bastidores de um megaesquema de corrupção

A jornalista reconstitui a ascensão e queda da Odebrecht em uma trama que envolve relações familiares shakespearianas e uma intrincada rede de negócios escusos


Por Felipe Maciel

Repórter da revista Piauí e apresentadora do podcast sobre política Foro de Teresina, a jornalista Malu Gaspar já havia conquistado o reconhecimento de seus pares e dos leitores com seu livro-reportagem sobre Eike Batista. Agora, Malu acaba de publicar seu projeto mais ambicioso com o lançamento de A organização: A Odebrecht e o esquema de corrupção que chocou o mundo (Companhia das Letras).

Foram quase quatro anos de pesquisa minuciosa, mais de uma centena de entrevistas e um extenuante trabalho de cruzamento e checagem de documentos e de depoimentos para destrinchar o intrincado quebra-cabeça da maior empreiteira brasileira, com ramificações em diversos países.

Malu reconstitui a trajetória da pequena empresa baiana que, a partir da década de 1960, driblou suas concorrentes nacionais, tornando-se um império, cujo principal trunfo era o trânsito livre com poderosos de Brasília. As revelações trazidas à tona pela Lava Jato, porém, revelaram métodos nada republicanos entre os setores público e privado do país. A derrocada tanto da empresa quanto da família Odebrecht veio a seguir.

O livro traz também a narrativa de uma tragédia familiar, movida a ódio e ressentimento. Os protagonistas, Emílio e Marcelo Odebrecht, pai e filho, são, hoje, inimigos e desempenham o papel de antagonistas de uma trama marcada pela disputa pelo poder. Fato é que a derrocada não se deu apenas no âmbito empresarial. Malu desvenda a saga de uma família destroçada que, curiosamente, havia se constituído com base em princípios de lealdade e confiança.

Pedro Bial recebeu a jornalista em seu programa Conversa com Bial e sintetizou as múltiplas dimensões de um dos principais livros de não ficção deste ano: “Quando a história é boa e bem contada, ela se torna retrato e mapa de um tempo e lugar. Pode, a um só tempo, iluminar o plano geral de uma tragédia de dimensões nacionais e também jogar luz sobre fantasmas que se escondem no íntimo de seus personagens.”, afirmou.



Share

Outras Notícias

Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores Ilona Szabó de […]

leia mais
Nova Fronteira reedita dois clássicos de Rubem Fonseca

Com novo projeto gráfico e prefácios e posfácios inéditos, obras exibem […]

leia mais
A crise democrática no Brasil e no mundo

Ilona Szabó analisa em seu novo livro as principais ameaças para […]

leia mais