4 de abril de 2022

Viva Sueli!


Teórica do feminismo negro brasileiro, Sueli Carneiro é a primeira autora de não ficção eleita personalidade Literária do Prêmio Jabuti


Por Felipe Maciel

Sueli Carneiro, filósofa e uma das maiores referências do feminismo negro no Brasil, foi eleita a Personalidade Literária do Prêmio Jabuti 2022. O anúncio da Câmara Brasileira do Livro (CBL), ocorrido hoje pela manhã, deu início à 64ª edição da premiação mais tradicional da literatura brasileira, que este ano volta a ser presencial.

Fundadora do Geledés — Instituto da Mulher Negra e autora dos livros Escrito de uma vida” e Racismo, sexismo e desigualdade no Brasil, Carneiro construiu sua carreira como ativista e intelectual elaborando políticas públicas para a população negra, como a implementação das cotas raciais e a demarcação de terras quilombolas.

A filósofa é a primeira autora de não ficção eleita Personalidade Literária do Ano, distinção que já foi concedida a Conceição Evaristo, Adélia Prado e outros autores. Em 2021, sua trajetória foi o foco do livro “Continuo preta, a vida de Sueli Carneiro” (Companhia das Letras), de Bianca Santana.

O livro compõe um olhar preciso sobre a formação da intelectual: seus familiares, companheiros, antepassados e até opositores são parte essencial da narrativa. Na obra, Bianca analisa também a trajetória histórica de décadas do movimento negro no Brasil.


Share

Outras Notícias

O centenário de Jorge Andrade

Dramaturgo, escritor, jornalista e autor de telenovelas, Jorge Andrade é um […]

leia mais
Otto Lara Resende: 100 anos

Jornalista e escritor mineiro, Otto Lara Resende foi um dos nomes […]

leia mais
Laços literários

Em mais de 70 anos de atividade literária, Lygia Fagundes Telles […]

leia mais