15 de setembro de 2021

Memórias de um ex-escravizado

O poderoso relato de um dos últimos sobreviventes do tráfico atlântico levado para os Estados Unidos.

Por Felipe Maciel

O aclamado livro da escritora Zora Neale Hurston, Barracoon: The Story of Last ‘Black Cargo’, já tem editora confirmada no Brasil. A Record acaba de anunciar a pré-venda da obra com o título Olualê Kossola: as palavras do último homem negro escravizado.

O livro é fascinante e foi unanimidade entre os melhores de 2018. A lista é extensa, entre os destaques, estão The Economist, TIME, Amazon, New York Public Library e Barnes & Noble’s, que elegeu o título como o principal lançamento do ano. E ainda chegou ao segundo lugar da disputada lista do The New York Times e da gigante Amazon.

Diante do buzz, os direitos de publicação da obra foram adquiridos em diversos países. Mas o que traz o autor neste relato sobre um dos últimos sobreviventes do tráfico atlântico levado para os Estados Unidos?

“Kossola nasceu em África, mas se tornou Cudjo Lewis no Alabama. Durante três meses, entre o final de 1927 e o início de 1928, ele foi entrevistado em sua casa por Zora Neale Hurston, que mais tarde foi aclamada como romancista. Cudjo foi um dos últimos sobreviventes da Clotilda [o último navio negreiro a chegar aos EUA] e, portanto, entre os últimos americanos vivos que foram transportados como escravos.” pontua a The Economist.


Share

Outras Notícias

Nossos autores na imprensa

Confira as últimas notícias literárias sobre nossos escritores: Tiago Ferro: “El […]

leia mais
A última invenção do passado

Por Felipe Maciel Se você pudesse alterar o passado, o que […]

leia mais
Os destroços de uma família

Por João Schlaepfer Após o sucesso de Tudo é rio (Record), […]

leia mais